Twitter lança ferramenta de combate às fake news no Brasil
Créditos: Jeremy Bezanger/Unsplash

Twitter lança ferramenta de combate às fake news no Brasil

Recurso ainda está em fase de testes e chega como forma de filtrar as desinformações sobre as Eleições de 2022

Na última segunda-feira (17), o Twitter anunciou a chegada de uma ferramenta que permitirá aos usuários brasileiros denunciar posts com notícias falsas na plataforma. O lançamento do recurso vem depois que a rede social enfrentou uma pressão da comunidade para implementar o serviço que promete ajudar nas informações sobre as Eleições de 2022 no Brasil

15/01/2022 às 14:58
Notícia

Odeia BBB? Saiba como silenciar os conteúdos do Big Brother B...

Aprenda a fugir de notícias sobre o reality no Twitter, no Facebook e no Instagram

A pressão da comunidade veio junto com a solicitação do próprio Ministério Público Federal (MPF), que cobrou um canal de combate à desinformação do Twitter.

Agora, além do Brasil, a Espanha e a Filipinas (que também terá eleições este ano) fazem parte do grupo de países que possuem a ferramenta. Antes disso, em agosto do ano passado, os usuários dos Estados Unidos, Coreia do Sul e Austrália receberam a função.

Através de sua própria rede social, a página Twitter Seguro ressaltou que o recurso ainda está em fase de testes, sendo lançado para alguns usuários e que de acordo com o feedback, será expandida para outras pessoas.

Período de testes

No comunicado oficial, o Twitter revelou: "A grande maioria dos conteúdos em que tomamos medidas de acordo com nossas políticas de informações enganosas sobre a Covid-19, de integridade cívica e de mídia sintética e manipulada é detectada proativamente por nós. Mais de 50% do conteúdo que viola nossas regras é identificado por sistemas automatizados, e a maior parcela do restante é identificada a partir do monitoramento contínuo de nossas equipes internas ou do nosso trabalho com parceiros externos de confiança."

O Twitter disse que desde o lançamento do teste, foram recebidas cerca de 3,73 milhões de denúncias referentes a 1,95 milhão de publicações diferentes feitas por 64 mil contas distintas. Dessa forma, grande parte dos conteúdos denunciados estão relacionados às fake news envolvendo a COVID-19, mentiras envolvendo a integridade cívica e de mídia manipulada (imagens editadas e falsas).

"Descobrimos que essas denúncias representam uma útil, porém complexa, fonte de informação sobre potenciais violações às nossas regras. Menos de 10% da amostra de Tweets analisada pelas nossas equipes correspondia a violações às políticas. Apenas para se ter uma ideia, essa parcela fica em uma média de 20% a 30% nos casos de Tweets denunciados por abuso e segurança. A baixa proporção de violação entre as denúncias de desinformação é motivada principalmente pelo grande volume de denúncias recebidas sobre Tweets cujos assuntos não são relacionados àqueles em que agimos de acordo com nossas políticas", concluiu a empresa.

A rede social espera que a ferramenta de denúncia seja útil e ajude a equipe a separar as notícias falsas das verdadeiras em tempo real, junto com o auxilio de seus usuários. O Twitter ainda deseja expandir a ferramenta de maneira global durante este ano.

Continua após a publicidade

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Twitter
User img

André Lindsay

Natural de São Paulo, André é um publicitário formado em 2020 e atualmente trabalha como redator nos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Além da paixão pela escrita e pelo mundo da tecnologia, um dos seus grandes sonhos é se tornar dublador.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.