Co-fundador do WhatsApp assume cargo de CEO interino do Signal

Ex-CEO comunicou troca em blog da empresa

Co-fundador do WhatsApp assume cargo de CEO interino do Signal
Créditos: Divulgação/Signal

Signal, aplicativo de mensagens cujo propósito é garantir a segurança e privacidade de seus usuários, tem um novo CEO. Sai Moxie Marlinspike, codinome de Matthew Rosenfeld, e entra Brian Acton, fundador do WhatsAppMarlinspike estava na chefia da empresa há 10 anos, época que fundou o serviço como projeto de criptografia de mensagens. 

02/11/2021 às 17:10
Notícia

Nos Estados Unidos, FBI exige dados de usuário do mensageiro ...

Aplicativo concorrente do WhatsApp não captura dados dos seus usuários

Novo CEO fundou WhatsApp e Signal Foundation

Diz o ditado que o mundo gira e vacilão roda. Brian Acton fez o mundo girar e girar. Acton criou o WhatsApp em 2009, que em 2013 foi vendido para o Facebook/Meta por quase 19 bilhões de dólares. Ele continuou na empresa até 2017, quando saiu por divergências no rumo do aplicativo de mensagens. Pouco depois, ele fundou a Signal Foundation com Moxie Marlinspike. A fundação é responsável pelo aplicativo de mesmo nome e trabalho com o objetivo de promover métodos seguros de comunicação e assegurar o direito de liberdade de expressão. Acton será CEO interino até que a Signal Foundation encontre um substituto. Marlinspike continuará no conselho da fundação.


Fonte: Divulgação/Wired.

O Signal, que já foi citado até na série Euphoria, ganhou diversos adeptos no mundo como um escape do "duopólio" imaginário entre WhatsApp, alvo de diversas polêmicas devido aos problemas de privacidade da sua dona (Meta), e Telegramaplicativo de mensagem que passou por problemas de segurança no Brasil no caso do vazamento de mensagens do ex-ministro Sérgio Moro. O Signal faz sucesso com jornalistas de países com liberdade de imprensa questionável e ativistas de direitos humanos de ditaduras, já que não salva mensagens e dados. Mas apesar das boas intenções, o Signal também pode ser usado por pessoas más intencionadas não querendo serem encontradas. 

Signal: brigas com o FBI e sucesso com Elon Musk

O Departamento de Justiça americano enviou uma intimação para que o aplicativo divulgasse as informações sobre um alvo de uma investigação criminal realizada pelo FBI, a Polícia Federal americana. Entretanto, como a empresa mesmo declara, eles simplesmente não tem o que entregar. Não por má vontade ou apoio de atividades ilegais, mas o Signal simplesmente não possui esses dados. Ele não armazena nada de dados.

Em janeiro de 2021 o Signal passou problemas. O motivo? Um tweet de Elon Musk. O bilionário escreveu "usem Signal", levando o serviço a sofrer atraso com as entregas de códigos de verificação.

Via: 9to5Mac Fonte: Signal

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.