Ação judicial diz que Google paga para Apple não criar sistema de busca

Duas empresas já possuem contrato para que Google seja buscador exclusivo dos produtos da Apple

Ação judicial diz que Google paga para Apple não criar sistema de busca
Créditos: Divulgação/Google

Uma ação judicial acusa o Google e a Apple de prejudicarem outras empresas de buscadores e também afetar negócios que utilizam o Google Ads. Mas OK, uma ação de monopólio contra duas gigantes de tecnologia não é algo tão surpreso. Basicamente elas convivem com isso. O curioso é que a ação judicial afirma que o Google também paga a Apple para não desenvolver seu buscador.

06/01/2022 às 20:00
Notícia

YouTube: Como excluir um vídeo do seu canal

Procedimento de exclusão é simples e não pode ser revertido

Ação judicial feita por empresa de guindastes

O processo antitruste contra o Google e a Apple acusa as empresas de trabalharem juntas para prejudicar rivais e concorrentes, além de trazer acusações curiosas, que são: Google divide o lucro do Google Ads com a Apple (aparentemente seria dos anúncios em dispositivos da Apple, sufoca a concorrência menor e impede que empresas entrem no mercado de buscadores e compra atuais e potenciais competidores. O mais interessante da ação, lançada pela Califórnia Crane School (que dá cursos para operações de guindastes), é dizer que o Google paga a Apple para que ela não crie seu próprio sistema de buscas.


Fonte: Solen Feyissa/Unsplash.

Caso o processo vá em frente, pouco provável, a investigação pode confirmar o pagamento do acordo entre as duas empresas pela exclusividade do Google em dispositivos da Apple. O que rumores indicam ser um valor extremamente alto.

15 bilhões de dólares para a Apple em 2021


Usa um dispositivo da Apple? O Google pagou para estar nas suas mãos. Fonte: Brett Jordan e Firmbee, todos em Unsplash.

Relatórios de analistas da Bernstein, empresa de análise financeira, indicam que o Google pagará aproximadamente 15 bilhões de dólares para a Apple para continuar como buscador oficial do Safari. A quantia em 2020 foi de US$ 10 bilhões. O contrato do Google pela exclusividade nos iPhones, Macs e iPads, é realizado há alguns anos.

Na nota de investidores, encontrada pelo jornalista Philip Elmer-DeWitt (que cobre a Apple desde os anos 80), os analistas da Bernstein estimam que o Google ainda aumentará o pagamento pela exclusividade no Safari para algo entre 18 e 20 bilhões de dólares em 2022. O motivo de pagar tanto é também evitar que a Microsoft faça uma contraproposta para a Apple utilizar o Bing, buscador da empresa.

Via: Tech Radar Fonte: 9to5Mac

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.