Fábrica de iPhones da Foxconn é fechada com ratos, banheiros sem água e bichos em comidas
Créditos: Sudarshan Varadhan/REUTERS

Fábrica de iPhones da Foxconn é fechada com ratos, banheiros sem água e bichos em comidas

259 funcionárias da unidade sofreram intoxicação alimentar e tiveram que receber cuidados médicos

Recentemente, a Apple ordenou o fechamento de uma fábrica da Foxconn no sul da Índia, mais precisamente na cidade de Sriperumbudur. O motivo foram as más condições de trabalho para os funcionários, desde vermes encontrados nas comidas, problemas com as descargas nos banheiros e até mesmo ratos nas cozinhas dos dormitórios. 

29/12/2021 às 08:54
Notícia

Apple fecha lojas em Nova York em razão do aumento dos casos ...

Cidade norte-americana está apresentando números recordes de infectados neste final de ano

Com o protesto de funcionários por melhores condições no último dia 17 de dezembro e a pressão de acionistas, a empresa decidiu fechar a unidade até que o problema fosse solucionado. Além disso, homens que trabalhavam em uma fábrica de carros próxima à fábrica da Foxconn se uniram à manifestação.

Em entrevista para o portal Reuters, algumas funcionárias e ex-funcionárias da fábrica localizada próxima de Chennai relataram os problemas de higiene. A identidade dos entrevistados não foram divulgadas, pelas mesmas alegarem medo de retaliação no trabalho ou da polícia local.

“As pessoas que moram nos albergues sempre tiveram uma doença ou outra - alergias de pele, dor no peito, intoxicação alimentar”, revelou uma das ex-funcionárias, que saiu da fábrica após o protesto. Ela completa: "Não fizemos grande alarde no começo porque pensamos que seria consertado. Mas agora, afetou muitas pessoas."

Mais de 250 trabalhadores doentes

De acordo com as informações, 259 funcionárias da unidade sofreram intoxicação alimentar nos últimos dias e muitas delas tiveram que ser hospitalizadas no último dia 15. A maior parte das trabalhadoras da fábrica de Sriperumbudur possui entre 18 e 22 anos e são das zonas rurais de Tamil Nadu.

Após os protestos, cerca de quatro agências governamentais investigam o caso. Na fábrica, existem mais de 17 mil funcionários, onde a maioria são mulheres, que por muitas vezes, dividiam dormitórios com 6 até 30 companheiras. 

Além de correr risco de intoxicação e outras doenças, as mulheres da fábrica de Sriperumbudur poderiam facilmente ser atingidas pela COVID-19. K. Mohan, um administrador de aldeia, revelou: “As mulheres foram obrigadas a ficar no albergue, onde nenhuma orientação para o coronavírus estava sendo seguida”.

Segundo a própria Foxconn, a empresa aumentou a produção do iPhone no lugar devido à demanda e a reestruturação da administração local. Sobre o caso, a companhia disse que está tomando medidas imediatas para melhorar suas instalações e que todos os funcionários afastados receberão seus salários normalmente durante esse período.

Continua após a publicidade

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: 9to5mac Fonte: Reuters
User img

André Lindsay

Natural de São Paulo, André é um publicitário formado em 2020 e atualmente trabalha como redator nos sites Adrenaline e Mundo Conectado. Além da paixão pela escrita e pelo mundo da tecnologia, um dos seus grandes sonhos é se tornar dublador.

Drone Autel EVO Lite+ - Unboxing e primeiro voo com o novo concorrente da DJI

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.