Motorista da Amazon é ameaçada de demissão por parar de trabalhar durante tornado

Felizmente o trabalhador ficou seguro durante os fenômenos meteorológicos

Motorista da Amazon é ameaçada de demissão por parar de trabalhar durante tornado
Créditos: Andrew Stickelman no Unsplash

No começo deste mês de dezembro uma série de tornados passaram por cinco estados dos Estados Unidos e causaram muita destruição e mortes pelo seu caminho. Uma das história que mais chama a atenção durante a passagem da tempestade foi de um entregador da Amazon, que mesmo com as sirenes alertando sobre a formação dos tornados foi ameaçado a trabalhar ou perderia seu emprego.

21/12/2021 às 19:10
Notícia

Amazon agora aceita pagamentos via Pix

Método ainda está em teste e disponível apenas para alguns clientes

Segundo uma matéria do portal Bloomberg, que conta com captura de tela da conversa do trabalhador com seu superior, o entregador foi informado que não poderia voltar para o armazém e que isso seria reconhecido como uma recusa de rota, o “que [iria] acabar com você não tendo um trabalho amanhã de manhã”.

As mensagens, que aconteceram na sexta-feira (10) à noite, um pouco antes de um galpão da gigante do varejo que estava a 48 quilômetros do entregador ser atingido por um tornado, revelam que o despachante da empresa foi instruído a continuar entregando normalmente. Um pouco depois disso o superior recebeu uma ordem da própria Amazon recomendando que ele fizesse uma parada "por 15-20 minutos e depois continuar normalmente", mas o motorista relatou que não tinha onde conseguir um abrigo e pediu para retornar à base.


Créditos: Reprodução / Bloomberg

Após essa pedida do entregador, o despachante afirmou que “se você decidir voltar, a escolha é sua. Mas posso dizer que não será considerado para sua própria segurança. A prática mais segura é ficar exatamente onde você está. Se você decidir voltar com seus pacotes, isso será visto como você recusando sua rota, o que acabará com você não tendo um trabalho amanhã de manhã. As sirenes são apenas um aviso.” 

Felizmente o entregador, segundo relatado pela Bloomberg, ficou bem durante as tempestades que trouxeram destruição para cinco estados norte-americanos. O portal questionou a Amazon sobre o ocorrido, ela afirmou que o despachante, que estava seguindo as ordens da empresa, deveria “ter imediatamente orientado o motorista a buscar abrigo”, ela também apontou que “sob nenhuma circunstância o despachante deveria ter ameaçado o emprego do motorista”.

A gigante do varejo disse que irá investigar esse acontecimento. Mas que pode acabar sendo investigada é a própria empresa, após parte de um armazém da Amazon desabou e matou seis trabalhadores. Segundo relatos da Bloomberg, a empresa não havia realizado treinamentos de ação em caso de emergências com os funcionários dessa instalação.

Continua após a publicidade

21/12/2021 às 15:04
Notícia

Renderização aponta o visual do Motorola Moto G 2022

Smartphone deve vir com uma tela de 6,81”, câmera de 48MP e bateria de 5.000 mAh

Por causa disso, a Administração de Segurança e Saúde Ocupacional dos Estados Unidos (OSHA) começou uma investigação contra a empresa pela falta de um plano de emergência. Além disso, um dos acionistas da Amazon entrou com uma resolução de acionistas para realizar uma auditoria independente das condições de trabalho da empresa.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: The Verge Fonte: Bloomberg
User img

Willian Ferreira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.