HDMI 2.0 é renomeado para HDMI 2.1, o que muda afinal?
Créditos: hdmi.org

HDMI 2.0 é renomeado para HDMI 2.1, o que muda afinal?

Informação chega após TFT Central reportar um monitor da Xiaomi com HDMI 2.1 e funcionalidades do HDMI 2.0

Uma das maiores confusões na cabeça dos consumidores sem dúvida alguma são as diversas versões de cabos no mercado, seja USB, HDMI, DisplayPort ou qualquer outro produto que utilize como principal diferenciador um número na frente para definir as diferentes versões dele. Como noticiado no Adrenaline, recentemente foi identificado pelo TFT Central um monitor da Xiaomi que está sendo anunciado com portas HDMI 2.1, porém ao ser investigado, descobriu-se que o monitor oferece funções encontradas no modelo HDMI 2.0, sem nenhuma novidade que foi lançada com o modelo 2.1.

03/10/2021 às 12:00
Análise

Análise da Samsung Neo QLED QN85A Smart TV: boa para filmes e...

Com Mini LEDs e novo tipo de painel, TV 4K premium da Samsung muda tudo em 2021

Isso deixou muitos usuários em dúvida se a Xiaomi poderia fazer isso, porém ao ser questionado, o órgão responsável pelo HDMI informou que o HDMI 2.0 deixou de existir e se tornou um sub-grupo do HDMI 2.1, a partir de agora todas as empresas podem utilizar a nomenclatura HDMI 2.1 ao anunciar seus monitores, mesmo que eles não contem com nenhuma funcionalidade exclusiva do mais recente padrão.

Portanto, a partir de agora, qualquer empresa poderá utilizar o padrão HDMI 2.1 em seus equipamentos e anúncios, mesmo que ele não tenha tecnologias aualizadas como FRL, VRR, ALLM, eARC, além de largura de banda superior e outras funcionalidades que chegaram para conceder aos usuários melhor qualidade visual e sonora em suas reproduções, principalmente em games.

Confira abaixo alguns tópicos da declaração do administrador do licenciamento HDMI realizada ao TFT Central.

  • HDMI 2.0 não existe mais, e os dispositivos não devem alegar conformidade com a v2.0, pois ela não é mais referenciada
  • Os recursos do HDMI 2.0 agora são um subconjunto do 2.1
  • Todos os novos recursos e recursos associados ao HDMI 2.1 são opcionais (isso inclui FRL, as larguras de banda maiores, VRR, ALLM e tudo o mais)
  • Se um dispositivo afirma estar em conformidade com 2.1, então eles também precisam declarar quais recursos o dispositivo suporta para que não haja "confusão"

Outro ponto importante para ser mencionado, é que o padrão 2.0 utilizava a tecnologia TMDS para transmissão de dados, já o 2.1 chegou com a tecnologia FRL que capacita os equipamentos a receberem maior fluxo de informações e tecnologias novas, porém o HDMI 2.1 também é compatível com o padrão TMDS, o que permite que o 2.0 seja um subgrupo do HDMI 2.1 e compatível com os mesmos cabos e conexões.

O que achou desta mudança? Acha que isso irá confundir ainda mais o consumidor? Participe nos comentários com a sua opinião!

Continua após a publicidade

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Adrenaline
User img

Juliano Aires

O novo império da Microsoft após a compra da Activision Blizzard

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.