Site do Ministério da Saúde é hackeado; ConecteSUS e dados sobre vacinas fora do ar

Certificado de vacinação contra covid-19 ainda está indisponível

Site do Ministério da Saúde é hackeado; ConecteSUS e dados sobre vacinas fora do ar
Créditos: Marcelo Camargo/Agência Brasil

07/12/2021 às 18:30
Notícia

Leilão 5G garante internet de alta velocidade para toda a reg...

Entre empresas que arremataram lote do sul do Brasil está consórcio de empresas regionais

O site do Ministério da Saúde e o aplicativo do ConecteSUS, que fornece o Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, foram invadidos por hackers, nesta madrugada. Usuários que acessaram o portal se depararam com mensagem informando que os dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos. Nas duas páginas, os invasores escreveram que o portal sofreu um "ransomware" e que "50 TB de dados foram copiados e excluídos". Pouco antes das 7h, a mensagem não era mais exibida nos sites, mas eles continuavam inacessíveis.

A página do ministério já voltou a funcionar, mas ainda não é possível acessar os dados sobre a vacina contra covid-19. Além disso, o órgão governamental divulgou uma nota justificando o acontecimento.

18/09/2021 às 18:46
Notícia

MEC estuda criar a primeira Universidade Federal online do Br...

Em audiência com a Comissão de Educação do Senado, ministro Milton Ribeiro defendeu a ampliação do ac...

O Ministério da Saúde informa que, na madrugada desta sexta-feira (10), sofreu um incidente que comprometeu temporariamente alguns sistemas da pasta, como o e-SUS Notifica, Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), ConecteSUS e funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, que estão indisponíveis no momento”, afirmou o MS.

O setor acrescentou que acionou o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e a Polícia Federal para investigar o caso. Por fim, o ministério disse que o "Departamento de Informática do SUS (Datasus) está atuando com a máxima agilidade para o restabelecimento das plataformas”.

Em Belo Horizonte nesta sexta, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chamou o incidente de "atitude criminosa".

"Uma atitude criminosa, de um hacker, que tá sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido", afirmou.

Grupo assume ataque

A autoria do ataque cibernético foi assumida por "Lapsus$ Group". O grupo disse que os dados dos sistemas foram copiados e excluídos. Os invasores informaram que o portal do Ministério da Saúde sofreu um ataque "ransomware". Este tipo de ataque tem objetivo de "sequestrar" o conteúdo do computador da vítima e cobrar um valor em dinheiro pelo resgate. Normalmente é usado bitcoin como forma de pagamento. Desta maneira dificulta o rastreamento do criminoso.

Continua após a publicidade

 

Fonte: Agência Brasil, G1

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.