NASA prepara missão para destruir asteroide em teste contra impacto na Terra
Créditos: NASA/JHUAPL

NASA prepara missão para destruir asteroide em teste contra impacto na Terra

A agência especial busca prevenir o impacto de um asteroide perigoso na Terra

A NASA está preparando uma das missões mais inusitadas e emocionantes dos últimos anos. A missão DART, ou Missão de Teste de Redirecionamento de Asteroide Binário (tradução do inglês) tem objetivo de testar tecnologias para prevenir o impacto de um asteroide perigoso na Terra. 

Nesta missão, o alvo é a lua Dimorphos, que orbita o asteroide Didymos. O foguete Falcon 9 da SpaceX saiu da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia, Estados Unidos na madrugada desta quarta-feira (24). Vale ressaltar, que o asteroide alvo do DART não é uma ameaça para Terra.

O asteroide em questão é, na verdade, o menor de dois, viajando como um casal pelo sistema solar. O asteroide maior, Didymos, tem cerca de oitocentos metros de largura - não é exatamente um assassino de planetas, mas pode causar um estrago em áreas residenciais. E em torno dele orbita o alvo: Dimorphos, com cerca de 150 metros de largura e uma espécie de formato de amendoim.

O DART irá voar até o mais próximo de Didymos e quando Dimorphos estiver vindo, irá colidir com ele o mais forte possível. Dimorphos não vai explodir e enviar fragmentos voando por toda parte. Muito pelo contrário: o efeito será quase imperceptível. 

Apesar disso, o impacto afetará levemente a órbita ao redor de Didymos, desacelerando e expandindo. Ao observar essa mudança, os cientistas devem conseguir dizer a massa do objeto e o quão eficaz essa técnica refinada de bater em algo pesado com outra coisa realmente é.

Defesa planetária

O chefe do Diretório de Missões Científicas da NASA, Thomas Zurbuchen, explicou que a missão faz parte de um plano de proteção da Terra.

A Defesa Planetária vem trabalhando no problema há décadas”, explicou. “É hora de começar a reunir este conjunto de ferramentas - está se tornando importante para todos os nossos stakeholders. Realmente tem sido nos últimos cinco anos ou mais o programa que mais aumentou seu apoio. E o alvo já existe há pelo menos cinco anos antes disso. As pessoas estavam falando sobre como isso é realmente perfeito, podemos ver seu sucesso desde o início, não há necessidade de uma segunda investigação”, completou.

Zurbuchen explica que após a análise dos dados do impacto eles podem decidir sobre o que pode ser necessário se, por exemplo, para um asteroide com o dobro do tamanho estiver de fato em rota de colisão.

Continua após a publicidade

O que realmente gostaríamos de fazer com isso é que precisamos saber como dimensionar um impactador dependendo do tamanho da ameaça que entra. Queremos um modelo de impactador com um alto grau de precisão”, disse Zurbuchen.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: NASA Fonte: Tech Crunch
User img

Cristino Melo

Meta e o Metaverso: os planos de Zuckerberg para o futuro das redes sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.