Qualcomm quer zerar emissões líquidas até 2040
Créditos: Divulgação/Qualcomm

Qualcomm quer zerar emissões líquidas até 2040

Metas se baseiam no SBTi e visam a promoção da sustentabilidade e de tecnologias inovadoras

10/11/2021 às 17:20
Notícia

Samsung Exynos 2200 é 34% mais rápido do que o Exynos 2100 e ...

Salto expressivo de desempenho pode ser resultado da nova GPU, desenvolvida em parceria com a AMD

Neste mês, a Qualcomm anunciou seus planos para atingir emissões globais líquidas zero para os escopos 1, 2 e 3. Segundo a empresa, a meta deve ser cumprida até o ano de  2040. 

Emissões líquidas zero ocorrem quando atinge-se o equilíbrio entre as emissões de gases do efeito estufa (GEE) ocasionadas pelo ser humano e a remoção dos gases da atmosfera - processo chamado de remoção de carbono. 

Além disso, a Qualcomm firmou seu compromisso em auxiliar a limitar o aquecimento global a 1,5° C, de acordo com as métricas estabelecidas pela Iniciativa Science Based Targets (SBTi). 

Esses planos se baseiam na meta existente de redução de emissões de gases de efeito estufa (GEE) da empresa e incluem metas provisórias de redução de emissões para 2030, também com base nos Escopos 1, 2 e 3.

Sustentabilidade Qualcomm

De acordo com o brasileiro Cristiano Amon, Presidente e CEO da Qualcomm, o comprometimento com o SBTi e com a meta de zerar as emissões líquidas reflete a crença da empresa, de que a sustentabilidade ambiental é “absolutamente imperativa”, tendo benefícios sociais e econômicos significativos, requerendo ação coletiva por parte das lideranças da Qualcomm e de outras corporações. 

A Qualcomm definiu três metas de longo prazo para a redução dos gases do efeito estufa (GEE), as quais vão suplementar as estratégias já existentes:

Continua após a publicidade
  • Reduzir as emissões absolutas de GEE dos Escopos 1 e 2 em até 50%, até o ano de 2030, partindo do ano base de 2020
  • Reduzir as emissões absolutas de GEE do Escopo 3 em até 25%, até o ano de 2030, partindo do ano base de 2020
  • Alcançar emissões líquidas dos Escopos 1, 2 e 3 até o ano de 2040

Em busca da sustentabilidade

A empresa afirmou que já está trabalhando para alcançar essas metas, começando pela compra de energia 100% renovável para a sua sede em San Diego, Estados Unidos. Novos acordos de compra de energia sustentável seguirão, resultando na remoção do carbono de diversas das suas operações. 

Em sua estratégia, a Qualcomm também posiciona os dispositivos mobile como alguns dos maiores fatores responsáveis pela economia de energia em escala global, em vista da eficiência energética de chips como aqueles pertencentes à linha Snapdragon, associados a novas tecnologias, como o 5G. 

Inclusive, falando sobre o 5G, a Qualcomm projeta que até o ano de 2030 serão criados até 300 mil novos empregos “verdes”, relacionados à tecnologia. Isso considerando dados apenas dos Estados Unidos.

Escritórios Qualcomm

Estima-se também que a tecnologia seja responsável pela redução de 374 milhões de toneladas métricas nas emissões de gases do efeito estufa (GEE) - algo equivalente à remoção de 81 milhões de veículos de passageiros das estradas, pelo período de um ano nos EUA. 

A Qualcomm está prestes a revelar a sua nova linha de chipsets para smartphones, a Snapdragon 898. A apresentação ocorrerá no Snapdragon Tech Summit, com início agendado para o dia 30 de novembro. Veja o que esperar do chip na matéria a seguir. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: WRI Brasil Fonte: Qualcomm
User img

Igor Pankiewicz

Drone DJI Mavic 3 tem qualidade de CINEMA? BELAS IMAGENS em FLORIPA! [4K CINEMATIC]

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.