Hackers usam Tinder para entrar em iPhones e roubar US$ 1.4 milhão em Bitcoins
Créditos: Reprodução/Phonearena

Hackers usam Tinder para entrar em iPhones e roubar US$ 1.4 milhão em Bitcoins

Para executar o roubo, além de alto nível de programação, criminosos utilizaram a lábia para enganar as vítimas

Hackers utilizaram o aplicativo de encontros Tinder para rouber US$1.4 milhão em Bitcoin de usuários de iPhone. A firma de cibersegurança Sophos desvendou o crime de nível internacional e obteve acesso a carteira digital, com todo o valor roubado. Porém, a identidade dos hackers e local de origem, até o momento, não foi revelada pela empresa.

O esquema, batizado de CryptoRom foi executado através do sistema Enterprise Signature do iPhone, direcionado a desenvolvedores. Tal sistema confere aos desenvolvedores a capacidade de testar aplicativos antes que eles sejam enviados à Apple para aprovação. Para executar o roubo foi necessário não somente alto nível de programação, mas também de lábia, pois os hackers precisaram convencer as vítimas a baixarem aplicativos falsos na loja da Apple Store por conversas no Tinder.

Como o golpe foi executado.

  • Hackers criaram aplicativos de Bitcoin falsos. Além de criarem perfis falsos no Tinder.
  • Os criminosos então convenciam as vítimas pelo aplicativo de encontros a baixarem os apps de Bitcoin falsos. Segundo informações, eles convenciam as vítimas afirmando estarem lucrando muito com o Bitcoin.
  • Os Hackers então convenciam o usuário a investir no aplicativo falso.
  • Ao realizar o investimento, os criminosos também conseguiam acesso ilegal ao iPhone da vítima (através do sistema Enterprise Signature). Obtendo informações de todos dados pessoais, além de controle do dispositivo.

A Sophos, informou ao Business Insider que o esquema CryptoRom começou na Ásia, mas logo se espalhou pela Europa e Estados Unidos. "Com os aplicativos falsos de criptomoedas, os criminosos ganharam controle remoto sobre o gerenciamento dos dispositivos [das vítimas]", comentou a Sophos.

A Sophos não revelou os nomes dos aplicativos falsos criados pelos hackers, mas podemos imaginar que tais aplicativos já foram removidos da Apple Store. Até o momento, a Apple também não se pronunciou oficialmente sobre como permitiu que tais aplicativos fossem veiculados em sua loja, além de informar quais possíveis medidas iria tomar para impedir que crimes similares voltem a acontecer.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: PhoneArena, Bussiness Insider
User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

DJI MAVIC 3 em um SUPER UNBOXING com COMPARATIVOS de DRONES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.