Correios muda página Minhas Importações para proteger dados de usuários
Créditos: Correios/Reprodução

Correios muda página Minhas Importações para proteger dados de usuários

Erro encontrado permitia terceiros acessarem informações pessoais dos usuários

A Agência Nacional dos Correios anunciou nesta quinta-feira (7) a detecção de um erro na página Minhas Importações, que causa a exposição indevida de dados pessoais do usuário. Um terceiro indivíduo poderia acessar as informações do usuário a partir do compartilhamento do código de rastreamento. Segundo os Correios, os ajustes necessários já foram realizados

24/09/2021 às 19:48
Notícia

Correios lança Sedex Hoje com entrega no mesmo dia e rastreio...

Empresa garante que objetos postados até as 18h serão entregues no mesmo dia

Para acessar a página Minhas Importações, é necessário autenticação com login e senha, que são obtidos após cadastro no "Meu Correios". Para consultar a situação das encomendas com o código de rastreamento, e tal informação só deve estar disponível pelo destinatário ou importador. O Art 5º da Lei 6.538/78 garante o sigilo de correspondência e destaca que a consulta de informações sobre objetos de terceiros é proibida. De acordo com as informações divulgadas pelo órgão, os dados pessoais que puderam ser acessados por causa do erro foram: nome, CPF e endereço. Apesar de tudo ter sido corrigido, o órgão reportou o caso à Autoridade Nacional de Proteção de Dados. 

O formulário DIS (Demonstrativo de Impostos e Serviços) continha as informações de cada remessa de importação, e devido ao erro no processo as informações pessoais puderam ser momentaneamente acessadas. Foram necessários ajustes no formulário para descaracterizar as informações pessoais cuja publicação não é exigida pela Receita Federal segundo Instrução Normativa IN 1.737/2017.

Recentemente o serviço dos Correios vêm passando por alterações, com intenção de manter-se competitivo no mercado. No final do mês de setembro, os Correios desativaram por prazo indeterminado o Compra Fora, que fornecia um endereço nos Estados Unidos para que consumidores pudessem comprar produtos que não eram entregues ao Brasil pelo vendedor. Em parceria com outra empresa, o usuário do serviço criava um cadastro, realizava a compra e o produto era enviado para esse parceiro. 

Segundo o órgão, a razão do encerramento do serviço é uma alteração nas prioridades do mercado. Com o intuito de manter-se competitivo foi anunciado o Sedex Hoje: serviço que promete entregas para o mesmo dia e já estava sendo testado em projeto-piloto, agora ele estará disponível para todos os clientes que tiverem contrato com os Correios, facilitando a vida de muitos donos de lojas virtuais. No momento, o Sedex Hoje está disponível para São Paulo e logo será expandido para demais localidades do Brasil.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Tudo Celular, Correios
User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

Compramos um iPhone Fake e tivemos uma surpresa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.