Brasileiro ganha maior premio mundial de foto porta retrato sobre COVID
Créditos: Reprodução/Ary Bassous

Brasileiro ganha maior premio mundial de foto porta retrato sobre COVID

O concurso deu US$ 120 mil para o brasileiro pela captura do retrato da Dra. Juliana após 8 horas de trabalho

O médico-cirurgião e fotógrafo Ary Nascimento Bassous foi o vencedor do prêmio HIPA “Humanity” Photography Awards, com seu retrato intitulado por ele como "Dever". A foto retrata a Dra. Juliana Ribeiro após oito horas contínuas de trabalho em um pronto-socorro de Covid-19 no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, no Rio de Janeiro. 

HIPA - Site oficial

A foto foi tirada após a médica remover os EPIs (Equipamento de proteção individual), que geram marcas em seu rosto e machucados, devido ao uso contínuo. É nítido o semblante de esgotamento, devido ao cansaço, após um turno de cuidados com vítimas de Covid-19. 

Ary Bassous fala sobre a fotografia "o que te agarra é a pitada de tristeza em seu rosto ao sentir a dor pela humanidade, pois as mortes no Brasil ultrapassaram meio milhão de pessoas por conta da pandemia." O juiz  Gary Knight destaca que o que fez com que Bassous levasse o prêmio foi a capacidade de relatar a humanidade, que segundo ele "é a coisa mais importante que uma lente pode capturar".

Knight ainda destaca que "fotografar outras pessoas apaixonadas, em crise ou explorar a vida de outras pessoas é uma das coisas mais especiais que podemos fazer como fotógrafos”. O prêmio para o fotógrafo brasileiro foi de US$ 120.000, que é equivalente a R$ 636.500, mais de meio milhão de reais. Ele fala sobre a captura nessa entrevista:

Além de Bassous, outros fotógrafos, de todo o mundo, também exploraram o combate da pandemia em seus países e os reflexos no dia a dia das pessoas. Na categoria Humanidade o prêmio foi entregue para Mads Nissen, da Dinamarca. Ela capturou o momento que Rosa Luzia Lonardi, de 85 anos, é abraçada por uma enfermeira. Foi o primeiro abraço que Rosa recebeu em cinco meses. 

Continua após a publicidade

O segundo lugar também fala sobre afeto, durante os períodos de pandemia. Ilhan Kilinc, da Turquia, retratou “a profunda extensão do impacto psicológico infligido aos profissionais de saúde”. Essas pessoas precisaram se isolar de suas famílias, perdendo contato com filhos, por exemplo. A foto captura o momento que uma mão vê seu filho, através de barreiras físicas, para impedir a contaminação. 

Além das fotos de Covid, o concurso também premiou outros assuntos. Alguns outros contemplados capturaram o conflito no Líbano, a crise migratória, entre vários outros assuntos. Para conferir todas as fotos, acesse este link. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: DIYPhotography
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Compramos um iPhone Fake e tivemos uma surpresa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.