Ministério da Saúde anuncia 3ª dose da vacina contra Covid-19 a partir de setembro
Créditos: Steven Cornfield/Unsplash

Ministério da Saúde anuncia 3ª dose da vacina contra Covid-19 a partir de setembro

Além disso, o governo diminuiu o intervalo de doses da Pfizer e da AstraZeneca

O Ministério da Saúde anunciou que irá aplicar a terceira dose da vacina de Covid-19 em idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos a partir da segunda quinzena de setembro. Também chamada dose de reforço, esta aplicação deve garantir o aumento da resposta imune do organismo, principalmente na população mais vulnerável aos sintomas mais graves da doença.

23/08/2021 às 10:02
Notícia

ConecteSUS agora emite certificado de vacinação em inglês e e...

Brasileiros que forem viajar para o exterior poderão usar o app para comprovar sua vacinação contra C...

A dose de reforço será para pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos), pessoas com câncer, vivendo com HIV, transplantados e outros com o sistema imune fragilizado, por exemplo, que tomaram a segunda dose (ou dose única) há pelo menos 28 dias. Além disso, idosos acima de 70 anos, que completaram o ciclo vacinal há 6 meses, também devem receber mais uma dose de vacinas Covid-19.

Com as respostas científicas nós vamos direcionar os rumos do Programa Nacional de Imunizações (PNI), com relação à essa dose de reforço.  O Ministério da Saúde tem discutido essas ações com especialistas, com pessoas qualificadas, com respaldo científico, com representantes do Conass e Conasems”, ressaltou o ministro da Saúde Marcelo Queiroga.

O Ministério da Saúde confirmou que a terceira dose deve ser, preferencialmente, com uma dose da Pfizer/BioNTech. Na falta desse imunizante, a alternativa deverá ser feita com as vacinas de vetor viral, Janssen ou Astazeneca. Além disso, órgão do Poder Executivo Federal que doses para outras faixas etárias e públicos prioritários também serão analisados.

Redução de intervalo

Outra medida anunciada pelo Ministério da Saúde foi a redução do intervalo entre doses das vacinas Pfizer e Astrazeneca. Ambas passarão de 12 para 8 semanas. O governo ainda não detalhou como será feita essa antecipação e disse que uma nova orientação sobre as recomendações será enviada aos gestores em breve.

Necessidade da dose de reforço

O Ministério da Saúde explicou que a dose de reforço foi amplamente discutida por vários especialistas na Câmara Técnica Assessora de Imunização Covid-19 (CTAI). Além disso, diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendaram a dose de reforço em "caráter experimental", para idosos acima de 80 anos e pessoas com a imunidade comprometida que tomaram a vacina CoronaVac. Nos últimos dias, a Anvisa também solicitou mais informações sobre as doses de reforço aos fabricantes das vacinas da Pfizer e AstraZeneca.

18/08/2021 às 16:13
Notícia

Samsung Pay armazenará cartão virtual de vacinação contra Cov...

O usuário deverá baixar o aplicativo Common Health, baixar as informações da vacina e transferi-las p...

Continua após a publicidade

Um estudo publicado no último dia 20 por Julio Croda, infectologista da Fundação Oswaldo Cruz e pelo pesquisador Otavio Ranzani mostrou efetividade da Coronavac em pessoas acima de 70 anos. A pesquisa utilizou dados coletados no período de 17 de janeiro ao dia 29 de abril.

A eficácia da vacina contra casos de hospitalização foi de 55,5% e contra mortes foi de 61,2%. Entretanto, é válido ressaltar que eficácia da vacina após a segunda dose foi maior para o grupo de idade mais jovem. No caso de óbitos, entre 70 e 74 anos a eficácia foi de 84%; entre 75 e 79 anos foi para 78% e mais de 80 anos caiu para 45%.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Ministério da Saúde, The bmj Fonte: G1
User img

Cristino Melo

Conheça o celular 5G mais barato da Motorola

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.