Olimpíadas de Tóquio: transmissão em 8K a 60 FPS usou servidores Intel Xeon
Créditos: Reprodução/Olympics Tokyo

Olimpíadas de Tóquio: transmissão em 8K a 60 FPS usou servidores Intel Xeon

A transmissão fora do Japão ficou limitada a 4K. No Brasil, o jeito foi aproveitar o “bom e velho” Full HD

01/08/2021 às 13:00
Notícia

Show de luzes: Intel explica como é feito um show com centena...

Empresa que foi responsável pela exibição na abertura das Olimpíadas explica como é feita às exibição

Além de trazerem um novo recorde de medalhas para o Brasil, as Olimpíadas de Tóquio foram um espetáculo do ponto de vista tecnológico. Pela primeira vez a transmissão foi realizada para a nuvem em resolução 8K, com direito a 60 FPS (frames por segundo) e imagem HDR

Segundo reportagem dos sites My Drivers e VideoCardz, o stream de vídeo foi capturado no formato SDI com 4x12G (canais).

O resultado disso? Aproximadamente 48 GB de espaço de armazenamento necessários por cada segundo de vídeo não comprimido, utilizando chroma subsampling 4:2:2 e profundidade de cor 10-bit. 

Esse material então foi codificado em dois formatos: um voltado à transmissão (com taxas entre 50 e 100 Mbps) e outro com o encoder HEVC, com taxa de bits de 250Mbps. 

Servidores Intel para processamento de vídeo

Para processar e fazer o encoding desses vídeos, a equipe de transmissão oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021 utilizou servidores robustos, equipados com processadores Intel da linha Xeon 8380H. Cada um dos chips possui 28 cores de processamento e 56 threads, somando 112 núcleos e 224 threads ao todo

Além do processador Intel Xeon de categoria profissional, cada um dos servidores de encoding de vídeo também utilizou SSDs Intel Optane com 480 GB de armazenamento ultrarrápido, além de 384 GB de memória DDR4-3200. 

Em seu material, a Intel mostrou as principais etapas do processo de transmissão, incluindo a captura, compressão, distribuição e exibição do sinal. Confira a seguir: 

Continua após a publicidade

Tecnologia Intel para encoding de vídeo

Quem assistiu às Olimpíadas em 8K?

Apesar do feito tecnológico, a transmissão em 8K ficou restrita apenas ao Japão, para assinantes do canal NHK. Vale mencionar que o áudio utilizado nessa transmissão tinha 22.2 canais, permitindo recriar o clima das arenas com um bom Home Theater. 

Já em outros países europeus, nos Estados Unidos e na China, a transmissão foi realizada “apenas” na resolução UHD 4k com Dolby Atmos (EUA, Médio Oriente, Norte da África e Malásia) ou som estéreo. 

Confira a tabela resumindo as informações sobre a transmissão:

Tabela comparativa das resoluções de transmissão, por país

Nada de UHD no Brasil

Apesar de já termos muitas TVs compatíveis com as resoluções 4K e 8K à venda no Brasil, a transmissão por aqui passou MUITO longe desses formatos. O padrão brasileiro atual só permite transmissões em Full HD (1080p). 

A previsão é de que os canais abertos possam adotar o 4K e o 8K a partir do ano de 2023, com a chegada do projeto TV 3.0. Até lá, a melhor forma de aproveitar conteúdos para TVs UHD é por serviços de streaming e com jogos. 

Vale lembrar que algumas transmissões, como a das próprias Olimpíadas do Rio 2016, já foram testadas em 4K, mas apenas em caráter experimental, segundo a emissora.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: VideoCardz Fonte: Yoeri Geutsken, My Drivers
User img

Igor Pankiewicz

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.