Por segurança, China quer proibir carregadores de celular com mais de 50W a partir de 2022
Créditos: Pontus Wellgraf/Unsplash

Por segurança, China quer proibir carregadores de celular com mais de 50W a partir de 2022

Medida pode impactar globalmente o avanço de carregamento rápido

Aparentemente a China está querendo restringir a potência do carregador sem fio a um máximo de 50 W. De acordo com informações divulgadas inicialmente pelo canal The Galox, o Ministério da Indústria e Tecnologia chinês já teria emitido o documento com a cláusula informando esta limitação.

24/06/2021 às 10:46
Notícia

Lenovo vai lançar um carregador sem fio para notebooks

kit Go Wireless Charging será lançado em breve e funcionará com diversos computadores

O texto informa que "todos os dispositivos de carregamento sem fio móveis e portáteis produzidos, importados, vendidos e usados na China não devem exceder 50 W." Além disso, a regra passa a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2022. Com isso, as fabricantes teriam menos de quatro meses para se adaptarem.

Um dos motivos para essa regra estar sendo implementada seria a segurança dos smartphones e seus usuários. O Ministério entende que a potência elevada desses carregadores podem levar a superaquecimento de componentes, causando risco de incêndio, explosão ou outros acidentes. Outro ponto seria incentivar as fabricantes a melhorarem a eficiência destes dispositivos ao invés de apenas aumentar sua potência.

Regra vai contra as fabricantes chinesas

Apesar de boas intenções, a regra iria totalmente contra o trabalho de desenvolvimento das fabricantes chinesas. Recentemente vazou um novo carregador wirelles da Realme, utilizando a tecnologia MagDart. Apesar de informações iniciais apontarem que ele teria potência de 15 W, futuramente seria possível vê-lo chegando acima dos 50 W.

Vale lembrar também que recentemente a Xiaomi apresentou seu novo carregador HyperCharge, que conseguirá carregar smartphones com velocidades de até 200W com fio e 120W sem fio. Além disso, engenheiros da empresa afirmaram que alguns smartphones poderiam vir sem USB a partir de 2022.

31/05/2021 às 09:31
Notícia

Xiaomi anuncia seu novo carregador HyperCharge de 200W

Dispositivo é capaz de carregar todo o Mi 11 Pro em apenas 8 minutos

Continua após a publicidade

Outro ponto importante ressaltar é o impacto dessa medida no mercado mundial. Vivo, Huawei, Oppo, Realme e Xiaomi estão tomando cada vez mais espaço no mercado consumidor globalmente. No último dia 6, a análise realizada pelo Counterpoint Research mostrou que a Xiaomi se tornou maior fabricante de smartphones do mundo.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: mysmartprice
User img

Cristino Melo

Conheça o celular 5G mais barato da Motorola

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.