Conta de luz aumentará após reajuste da bandeira vermelha 2
Créditos: Matthew Henry/Unsplash

Conta de luz aumentará após reajuste da bandeira vermelha 2

Preço do kWh sairá de R$ 6,24 para R$ 9,49

O aumento na conta de luz já era aguardado. E finalmente os impactos da crise hídrica chegaram novamente. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que a tarifa da bandeira vermelha 2, a mais cara, sofrerá um reajuste de 52%. Esse reajuste eleva o preço de R$ 6,243 para R$ 9,49 por 100 kWH.

Dinamarca vai construir ilha artificial para produzir energia renovável

 

O aumento da bandeira vermelha 2, que já está em vigor, valerá a partir de julho e permanecerá, de acordo com a Aneel, pelo menos até o mês de novembro. A direção da Agência também aprovou uma consulta pública para definir se realizarão um reajuste adicional, tamanho é o impacto dessa crise hídrica.


Fonte: Eduardo Soares/Unsplash

Os motivos desse aumento é a maior estiagem sofrida pelo Brasil em 91 anos. Essa estiagem provocou uma grande crise hídrica, deixando usinas hidrelétricas com baixo nível de água nos seus reservatórios. Como a água é fundamental para girar as turbinas que geram energia, as usinas acabam com a sua produção energética prejudica. Assim, o governo recorre para as usinas termelétricas. O custo do acionamento das usinas é maior já que a sua produção de energia é mais cara. 

30/05/2021 às 11:00
Notícia

Polícia pensava ter encontrado plantação de maconha, mas era ...

Autoridades britânicas apreendem computadores que estava roubando energia para minerar

Ontem, segunda-feira, o governo editou uma medida provisória que dá ao Ministério de Minas e Energia uma maior autonomia para decidir sobre a os impactos da crise hídrica.

Continua após a publicidade

Ironicamente, o Brasil foi o país latino americano que mais investiu em energias renováveis em 2019. O estudo publicado pela BloombergNEF mostra que o Brasil investiu 6,9 bilhões de dólares nesse tipo de fonte energética. Isso foi um aumento de 74% em relação ao ano anterior. Mas uma crise hídrica e energética como essa mostra que esses investimentos são mal feitos. Afinal, o país possui uma enorme dependência das hidrelétricas, mesmo tendo campos de produção de energia eólica e indústria de biomassa. Conforme noticiado recentemente por aqui, um estudo da UFSC de 2007 mostra que o Brasil lidera o ranking de países com incidência solar. E ainda assim, passamos por crise energética devido a uma diretriz energética mal direcionada.

Fonte: CNN
User img

Felipe Freitas

Felipe Freitas é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mas, segundo quase todo mundo, tem cara de quem fez Sistemas. Começou nos jogos com o SNES do seu tio, nunca passou da parte da montanha em Legend of Legaia e adora jogos com histórias bem feitas. Não perde a chance de fazer uma Jojo Pose.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.