Huawei deve construir nova fábrica de semicondutores da HiSilicon
Créditos: Divulgação Huawei

Huawei deve construir nova fábrica de semicondutores da HiSilicon

Empresa será obrigada a fazer isso por causa dos efeitos das sanções dos EUA

As sanções dos Estados Unidos sobre a Huawei afetaram quase todos os departamentos da empresa, que está procurando formas de ser mais auto suficiente. Um dos maiores impactos que isso trouxe para a empresa foi no hardware, proibindo a compra de chipsets da Qualcomm e de chips da TSMC, mas para contornar isso, a gigante chinesa pode estar procurando aumentar a produção própria.

28/06/2021 às 09:46
Notícia

Windows 11 pode vir em alguns sistemas sem chip TPM 2.0

Certos PCs para “propósitos especiais” não precisarão vir com o chip TPM 2.0 habilitado

Segundo relatos obtidos pelo portal DigiTime, a empresa está planejando a construção da sua primeira fábrica de wafer na China, na cidade de Wuhan. A empresa estaria se preparando para começar a operar a fábrica apenas no ano que vem.

A Huawei está pensando na utilização da nova fábrica da HiSilicon para a construção de módulos de comunicação óptica e novos chips, com isso, buscando uma independência total para a produção de microcircuitos.


Créditos: Divulgação Huawei

Junto a isso, a gigante chinesa está se preparando para fazer uma mudança considerável em seu sistema, sendo responsável tanto pelo seu sistema operacional como os chip dos seus produtos. Outra questão que vem sendo pesquisada internamente é uma substituição da arquitetura ARM, que também não poderá ser mais utilizada devido às sanções americanas.

Para isso, ela pode estar estudando o desenvolvimento de novos chips com a RISC-V, com o primeiro deles, o chip Hi 3861, já ter sido lançado com o foco na utilização para Internet das Coisas. Atualmente o dispositivo da empresa com essa arquitetura ainda é de baixo poder de processamento, mas ela vem estudando formas de utilizar a RISC-V em modelos mais potentes.

Entretanto, segundo alguns rumores recentes, a empresa pode ter encontrado uma “brecha” a ser explorada, ao menos temporariamente, nas sanções dos EUA. Aparentemente a empresa só está proibida de negociar chipsets com modem 5G de empresas norte-americanas, com isso, ela estaria testando uma possível versão do Snapdragon 888 com conexão apenas LTE.

Continua após a publicidade

28/06/2021 às 09:35
Notícia

Assista ao vivo: Samsung Galaxy MWC Virtual Event

Empresa sul-coreana mostra sua visão do futuro dos smartwatches

Além de chips, a Huawei também está sendo obrigada a achar uma solução de software independente, visto que ela também está proibida de usar os serviços Android. Com isso, ela vem se esforçando no desenvolvimento do HarmonyOS 2.0, seu sistema proprietário que deve estar presente em até 300 milhões de dispositivos até o final de 2021.

Fonte: Gizmochina, DigiTimes
User img

Willian Vieira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.