HDs de 100 TB podem ser possíveis devido a tecnologia com grafeno
Créditos: Reprodução/Kittenprint/Unsplash

HDs de 100 TB podem ser possíveis devido a tecnologia com grafeno

Pesquisadores da Universidade de Cambridge fizeram testes substituindo carbono por grafeno e tiveram bons resultados

Pesquisadores do Cambridge Graphene Center (Centro de Grafeno de Cambridge), da Universidade de Cambridge, divulgaram uma pesquisa que possibilita o uso de grafeno para a fabricação de discos de armazenamento de alta capacidade, inclusive abrindo possibilidades para HDDs de até 100 TB dentro de uma década.

A chave para esse tipo de produto continua sendo a tecnologia de Gravação Magnética Assistida por Calor, ou HAMR. O problema é que atualmente os discos rígidos HAMR usam revestimento à base de carbono (COCs), que é mais espesso e dificulta a expansão para altas densidades de dados.


Reprodução/Vincent Botta/Unsplash

08/06/2021 às 10:55
Notícia

Samsung vai fabricar telas dobráveis para a Google e Xiaomi

Empresas irão usar displays com a tecnologia Ultra Thin Glass

O que tem se observado com o passar dos anos é justamente esse aumento na densidade dos dados, mas esse crescimento tem sido limitado pelo impacto da fricção, desgaste, corrosão e estabilidade térmica, devido ao uso dos materiais atuais.

Entretanto, os pesquisadores de Cambridge fizeram testes substituindo o revestimento de carbono por revestimento de grafeno, e isso proporcionou redução no atrito da superfície, ofereceu proteção melhorada contra corrosão e também ofereceu superfícies muito mais lisas.

Mais especificamente, de acordo com os cientistas, o grafeno permite uma redução de duas vezes na resistência, diminui a corrosão em 2,5 vezes e reduz o desgaste quando comparado aos COCs.  

Andrea Ferrari, diretora do Cambridge Graphene Center, comentou que “este trabalho mostra as excelentes propriedades mecânicas, de resistência à corrosão e ao desgaste do grafeno para mídia magnética de alta densidade de armazenamento”.

Continua após a publicidade

Considerando que em 2020, cerca de 1 bilhão de terabytes de armazenamento de HDD fresco foi produzido, esses resultados indicam uma rota para a aplicação em massa de grafeno em tecnologias de ponta.

 

A Seagate, por exemplo, é a única empresa que vende HDDs HAMR comercialmente, mas ainda não usa grafeno em seus HDs de 20 TB. Entretanto, essa nova pesquisa pode oferecer possibilidades diferentes para o futuro. Confira a pesquisa completa aqui.

Fonte: PC Gamer, Tom's Hardware
User img

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

Análise do Samsung GALAXY S21 ULTRA: tela INCRÍVEL e câmeras para TODAS AS SITUAÇÕES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.