Estados Unidos proíbem investimentos em mais 58 empresas chinesas
Créditos: Divulgação Casa Branca

Estados Unidos proíbem investimentos em mais 58 empresas chinesas

Administração Joe Biden declarou uma Ordem Executiva contra empresas com ligações ao Governo Chinês

Desde o começo do ano uma das principais questões no mundo da tecnologia é como a administração Joe Biden iria tratar a questão entre China e Estados Unidos, com diversos membros do atual governo se mostrando a favor de manter as sanções a empresas chinesas. Agora o governo apresentou uma Ordem Executiva confirmando o seu posicionamento “anti-China”, proibindo os EUA e empresas americanas de investir em diversas empresas chinesas.

02/06/2021 às 14:43
Notícia

Huawei anuncia cerca de 100 smartphones com suporte ao sistem...

Novo sistema operacional da empresa promete unificar todos os aparelhos smart

Esse novo capítulo do confronto entre as duas superpotências é um dos golpes mais fortes em diversas empresas asiáticas, dentre elas a Huawei, que ainda era uma dúvida sobre como o governo trataria a gigante chinesa. Com a nova Ordem, 58 empresas, mais a Huawei que já tinha sanções da administração Trump, serão impedidas de receber investimentos vindo dos EUA.

As novas sanções entrarão em vigor a partir do dia 02 de agosto e tem como alvo as empresas que têm suspeitas de ligações com o Partido Comunista Chinês.


Créditos: Divulgação Casa Branca

“Acho que o uso de tecnologia de vigilância chinesa fora da RPC (República Popular da China) e o desenvolvimento ou uso de tecnologia de vigilância chinesa para facilitar a repressão ou sérios abusos dos direitos humanos constituem ameaças incomuns e extraordinárias, que têm sua origem no todo ou em parte substancial fora dos Estados Unidos, para a segurança nacional, política externa e economia dos Estados Unidos, e eu, por meio deste, amplio o escopo da emergência nacional declarada na Ordem Executiva 13959 para tratar dessas ameaças.”
- Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Agora novas gigantes chinesas se juntam à Huawei na lista de “empresas non grata”, como a fabricante de chips e semicondutores SMIC e a China Mobile, uma das maiores empresas de telecomunicações do país  asiático. Porém essa lista ainda vai aumentar, como reportado pelo portal GSMArena, uma fonte do governo estadunidense confirmou que mais empresas serão adicionadas a lista nos próximos meses.

26/05/2021 às 10:05
Notícia

Xiaomi está oficialmente fora da lista de bloqueio comercial ...

A decisão judicial que removeu a empresa aconteceu no dia 25 de maio

Continua após a publicidade

Isso é uma mensagem clara da atual administração dos Estados Unidos, em que algumas pessoas e empresas esperavam uma abordagem diferente do novo presidente nesta “guerra” com a China. Entretanto, parece que Joe Biden pretende continuar a manter as mesmas ações de Donald Trump em relação ao país asiático.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Casa Branca, GSMArena
User img

Willian Ferreira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.