Veja vídeo de drone autônomo usado em ataque a forças da Líbia em 2020
Créditos: Dovugação/STM

Veja vídeo de drone autônomo usado em ataque a forças da Líbia em 2020

Segundo a fabricante STM, o Drone Kargu-2 está incluso no inventário das Forças Armadas Turcas

A ONU publicou em março deste ano um relatório em que fala sobre drones autônomos que teriam caçado forças em retirada compostas por soldados fugitivos da Líbia em 2020. Na semana passada, os sites Aviation Week e NewsScientist divulgaram o documento. O modelo do drone utilizado é o Kargu-2, fabricado pela STM.

O Kargu-2 funciona como um piloto Kamikaze, se lançando e detonando uma carga explosiva em locais próximos ao alvo. A detonação ainda produz estilhaços que são capazes de matar pessoas ou danificar equipamentos, tudo dependendo do objetivo da missão.

Veja a seguir vídeo de demonstração do equipamento:

Segundo a própria fabricante, o drone está incluso no inventário das Forças Armadas Turcas, e permite que os soldados detectem e eliminem ameaças em uma região, podendo ser usado facilmente para evitar que oficiais entrem em áreas de risco.

Ainda de acordo com a STM, o Kargu pode ser transportado por uma única pessoa nos modos autônomo e manual, além de ter “eficácia contra alvos estáticos ou móveis por meio de seus recursos de processamento de imagem em tempo real e nativo e algoritmos de aprendizado de máquina incorporados na plataforma”.


Reprodução/STM

26/05/2021 às 16:31
Notícia

Conceito de hotel drone leva hóspedes para diferentes locais ...

Estúdio canadense projetou ideia de hotel com quartos móveis que servem de veículo

Continua após a publicidade

A fim de facilitar a identificação do alvo, o quadcóptero possui um zoom óptico de 10X e IA integrada. A respeito da utilização desse recurso como uma arma, a ONU iniciou discussões em 2018 para considerar um tratado internacional restringindo o desenvolvimento de “robôs assassinos”. Entretanto, EUA e Rússia acabaram encerrando o processo.

A ONU já se pronunciou anteriormente sobre fornecimento de equipamentos similares em países que se encontram em conflito. Em 2012, o Conselho de Segurança da Organização publicou a Resolução Nº 2045, que proibia “fornecimento direto ou indireto, venda ou transferência para a Costa do Marfim de  armas e qualquer material relacionado” utilizando qualquer meio aquático, aéreo ou terrestre. A Resolução, entretanto, deixou de valer em 30 de abril de 2013.

Fonte: DroneDJ, ONU
User img

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

Análise do Samsung GALAXY S21 ULTRA: tela INCRÍVEL e câmeras para TODAS AS SITUAÇÕES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.