WhatsApp desiste de limitar funções para quem não aceita sua nova política
Créditos: t-online

WhatsApp desiste de limitar funções para quem não aceita sua nova política

Depois de enfrentar críticas e pressão popular, app volta atrás em suas exigências

O WhatsApp desistiu de limitar funções e recursos de seus usuários que não aceitaram sua nova política de privacidade depois de enfrentar duras críticas e pressão popular. A informação é oficial e foi confirmada por representantes do aplicativo de mensagens em declaração ao site The Verge:

Na primeira metade do mês, o WhatsApp ameaçava seus usuários com uma funcionalidade bem reduzida para quem não aceitasse a atualização em sua política de privacidade. Não seria mais possível acessar as conversas normalmente, podendo interagir com seus contatos apenas através de notificações. Agora, com o app desistindo de impor a mudança, seu funcionamento vai continuar como está para todos.

12/05/2021 às 13:32
Notícia

WhatsApp vai cortar recursos de quem não aceitar seus termos ...

Entenda o que acontece com o WhatsApp depois do dia 15 de maio

Mas o momento em que o aplicativo anuncia que não vai restringir seu uso deve ser avaliado. Isso porque a ameaça era para o dia 15 de maio, dizendo que, a partir desse dia, as pessoas que não aceitassem os termos começariam a ter a usabilidade reduzida. Muita gente deve ter aceitado até a data com medo de ficar sem um uso decente do WhatsApp. Os próprios representantes do app dizem que a maioria de seus usuários aceitaram o update nos termos de privacidade, e não temos como saber quantos deles foi por medo de ficar sem a funcionalidade completa das mensagens.

A grande polêmica envolvendo o update nos termos de privacidade é porque ele vai compartilhar mais informações com o Facebook. É muito importante entender que o WhatsApp sempre compartilhou muitos de seus dados pessoais com o Facebook, desde sua aquisição. A principal mudança se refere a contas de empresas e negócios no app.

Quem não aceitou até agora não vai ter funções reduzidas, mas ainda vai ter que continuar lidando com o lembrete aparecendo de vez em quando para aceitar o update. Considerando a fala do WhatsApp, é difícil acreditar que a empresa tenha qualquer plano de remover esse lembrete.

Fonte: The Verge
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Análise do Samsung GALAXY S21 ULTRA: tela INCRÍVEL e câmeras para TODAS AS SITUAÇÕES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.