Xiaomi está oficialmente fora da lista de bloqueio comercial dos EUA
Créditos: Reprodução/worldstockmarket

Xiaomi está oficialmente fora da lista de bloqueio comercial dos EUA

A decisão judicial que removeu a empresa aconteceu no dia 25 de maio

Há poucas semanas reportamos que a Xiaomi estava prestes a sair oficialmente da lista de restrição dos EUA. Isso acabou de ser confirmado via decisão judicial, na última terça-feira, que removeu a chinesa do bloqueio, suspendendo a designação do Departamento de Defesa. A empresa divulgou a novidade pelo seu Twitter oficial. 

O Departamento de Defesa dos EUA emitiu o comunicado de que a Xiaomi entraria na lista de bloqueio comercial e ficaria impedida de fazer compras e vendas para as empresas norte-americanas no final de 2020. A justificativa foi de que a empresa fazia parte da CCMC - Companhia Militar Comunista Chinesa. Isso foi negado e comprovado pela marca.

O governo do ex-presidente Donald Trump desenvolveu, em conjunto com o Departamento de Defesa, uma lista de empresas que seriam perigosas para a nação. Entre elas estava a Huawei, que está impedida de ter relações comerciais com país. Isso acarretou em uma série de problemas para a chinesa, que chegou a vender a sua marca Honor, de smartphones de entrada. 

Isso não chegou a acontecer com a Xiaomi. A empresa não foi banida oficialmente do país, mas corria o risco e estava com pressões há meses. Com a decisão judicial isso não será mais um problema. Em seu comunicado a chinesa fala "O Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito de Columbia emitiu uma ordem final desocupando a designação da empresa pelo Departamento de Defesa dos EUA como CCMC”.

12/05/2021 às 10:17
Notícia

Xiaomi está legalmente fora da lista restritiva dos Estados U...

Um relatório do Departamento de Defesa afirma que o governo e a empresa firmarm acordo

Continua após a publicidade

A efetivação do pedido ocorreu no dia 25 de maio de 2021. O fundador e CEO da Xiaomi, Lei Jun, acrescentou em nota: “A empresa agradece a confiança e o apoio de seus usuários globais, parceiros, funcionários e acionistas. A Companhia reitera que é uma corporação aberta, transparente, de capital aberto, operada e administrada de forma independente.” 

A grande diferença entre o processo da Huawei e Xiaomi é que a dona da marca Mi foi cotada para a lista no final de 2020, quando o governo de Trump estava encerrando. Com a troca de presidente as prioridades foram alteradas. Joe Biden está focando o seu mandato em controlar a pandemia de Covid-19 e, embora não tenha feito nenhuma medida para reverter a situação com as empresas chinesas, também não mostra o desejo de banir mais companhias. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: GizmoChina
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.