Após reclamação de Jeff Bezos, NASA suspende contrato com SpaceX
Créditos: Divulgação/SpaceX

Após reclamação de Jeff Bezos, NASA suspende contrato com SpaceX

A Agência Espacial orientou a empresa de Elon Musk a pausar o projeto ao menos até a disputa ser resolvida

03/05/2021 às 08:38
Notícia

Volkswagen planeja criar seus próprios chips para carros autô...

Os chips projetados e desenvolvidos por ela ainda seria produzidos por terceiros

Após a NASA ter escolhido a SpaceX para projetar o módulo lunar que será utilizado no programa Artemis, — que levará novamente o ser humano à Lua — a Blue Origin e a Dynetics prestaram uma reclamação ao US Government Accountability Office (GAO) contra a NASA. Considerando isso, a NASA suspendeu temporariamente o contrato com a SpaceX.

A polêmica fez com que a Agência Espacial Norte-Americana orientasse a empresa de Elon Musk a pausar os trabalhos com o protótipo, ao menos até que o GAO emita sua decisão oficial sobre a disputa — que deve acontecer no dia 4 de agosto.

O litígio que envolveu as três empresas corresponde a um contrato de 2,89 bilhões de dólares que permitiria à empresa selecionada contribuir com a construção de um Sistema de Aterrissagem Humana (HLS) para a missão Artemis, prevista para acontecer em 2024. Com esse imprevisto, não se sabe se o prazo terá que ser adiado.

Na reclamação prestada contra a NASA, Jeff Bezos declarou que a agência “mexeu uns pauzinhos no último minuto” e julgou mal a proposta da Blue Origin. O fato levou Elon Musk a zombar do concorrente no Twitter, insinuando que Bezos “não consegue subir (para o espaço)”.

Continua após a publicidade

A empresa de Jeff Bezos afirmou que a meta de custo inicial, estabelecida pela própria NASA, era de 6 bilhões de dólares, um valor muito acima do que o orçamento oferecido pela SpaceX e que gerou questionamentos. Segundo a Dynetics, a Agência Espacial escolheu “a opção mais anticompetitiva e de alto risco disponível”.


Divulgação/Blue Origin

A Dynetics ainda argumentou que a NASA deveria ter revogado o pedido de licitação, uma vez que a ideia inicial era contemplar duas empresas, e apenas a SpaceX conseguiu o contrato, após pedir um preço muito menor que as outras duas; a Blue Origin também assinou essa declaração. 

Por fim, a NASA afirmou que a escolha veio porque não conseguiu o financiamento total do Congresso previsto para 2021, o que a teria obrigado a escolher apenas um vencedor.

Fonte: IstoÉ Dinheiro, Al Jazeera
User img

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

Análise do Samsung GALAXY S21 ULTRA: tela INCRÍVEL e câmeras para TODAS AS SITUAÇÕES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.