Drone transporta uma pessoa em vários cenários urbanos e viraliza - Veja vídeos
Créditos: Reprodução/Omni Hoverboards/Youtube

Drone transporta uma pessoa em vários cenários urbanos e viraliza - Veja vídeos

Drone é operado por quem fica em cima dele via controle remoto e suporta até 227 quilos de peso

O skate voador do filme De Volta para o Futuro 2 (1989) saiu da ficção e já está entre nós. É o que um vídeo publicado no Twitter no último sábado, 24, sugere: um homem pilotando um drone gigante passeando em alta velocidade por uma avenida pouco movimentada em Los Angeles, nos Estados Unidos.

As imagens publicadas pela conta Buitengebieden vieram acompanhada da legenda “Esse homem está vivendo em 2030!”. Muitos usuários ficaram em dúvida se o vídeo era real ou se usava algum tipo de efeito de computação gráfica. As imagens viralizaram e contam com mais de 1 milhão de visualizações. Outros perfis comentaram que a prancha é similar ao veículo usado pelo Duende Verde nos primeiros filmes do Homem-Aranha.

O homem pilotando o drone hoverboard é Hunter Kowald, um engenheiro que é responsável por criar o projeto do vídeo. Em entrevista ao site Auto Evolution, ele explicou como fez para levantar voo e algumas das especificações do veículo. O skate voador conta com dois motores elétricos para tornar o pouso seguro, caso ocorra qualquer falha em um deles. A estrutura de fibra de carbono personalizada é operada por um controle remoto nas mãos de Kowald. As hélices direcionadas para o chão e todo o esqueleto do hoverboard suportam até 227 quilos de carga, chegando ao peso total de 340 quilos quando carregado. 

O drone gigante do engenheiro ainda possui cinco sistemas de energia, iluminação de navegação de aeronaves da Administração Federal de Aviação (FAA) e tempo de voo de 20 minutos. Todas as peças do hoverboard são feitas a nível industrial e sob medida. O veículo passou por diversos experimentos e testes explosivos e levantou um enorme desejo de compra, ainda que não esteja à venda. Por conta disso, Kowald disponibilizou um formulário para os interessados em comprar futuramente ou para quem deseja investir no projeto. 

Hunter Kowald compartilhou pela primeira vez o que chamou de “Hoverboard Aircraft” no dia 10 de abril no Youtube. O vídeo já passou de 40 mil visualizações. Mas além das imagens exibidas pelo perfil no Twitter, Kowald ficou conhecido por viralizar também no TikTok. Seu vídeo mais visto tem 3,3 milhões de visualizações e exibe seis segundos do drone e o piloto, alegando que o veículo é seguro, profissional e certificado pela FAA. 

Continua após a publicidade

Drone hoverboard

O termo hoverboard ficou conhecido graças a Marty McFly, protagonista da trilogia de De Volta para o Futuro. O veículo do personagem da ficção científica era um skate flutuante. Em 2017, longe de ser parecido com a prancha do filme, a febre dos hoverboards terrestres chegava ao Brasil. O skate elétrico é controlado pela inclinação do corpo e era muito desejado pelas crianças.


Foto: Reprodução/Amazon

Mas antes mesmo dos hoverboards convencionais e do drone gigante de Hunter Kowald, uma empresa do Canadá tornava o voo em um hoverboard realidade, dessa vez um pouco mais perto do skate voador de McFly no filme.

Catalin Alexandru Duru é o inventor que está por trás da Omni Hoverboards. Além de projetar a prancha, ele também conseguiu percorrer uma distância total de 275,9 metros em Quebec, no Canadá, em 2015 e obteve o título do Guinness World Records para o voo mais distante em um hoverboard. 

O hoverboard da Omni entregou a bola na final da Taça de Portugal em 2017. O piloto percorreu 70 metros sob chuva.

Em entrevista para o portal TMZ na última quarta-feira, 28, Duru e Philippe Maalouf, outro co-fundador da Omni Hoverboards, revelaram que a empresa está muito perto de trazer um novo modelo hoverboard para o mercado. As versões anteriores da Omni e da maioria dos concorrentes de hoverboard duram cerca de um a três minutos no ar, e é por isso que a maioria dos vídeos são curtos. O novo modelo que a Omni está desenvolvendo pode ficar no ar por 30 minutos.

Chegando ao mercado, os interessados em comprar o novo modelo da Omni terão que gastar um valor bem considerável. Na entrevista, os co-fundadores disseram que o modelo de 10 hélices custará por volta de US$ 36 mil (em conversão direta, mais de R$ 195 mil). E que a versão com 8 hélices será vendida por cerca de US$ 27 mil (em conversão direta, mais de R$ 146 mil).

O futuro está bem mais próximo do que imaginávamos. E você, compraria um hoverboard? 

User img

Bianca Nery

Quase jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina. É marvete e entusiasta de jogos antigos de Playstation 2. Joga no expert no Guitar Hero e é grande fã do Jorge Ben.

Celular GAMER barato? Testamos o Black Shark 4, o custo-benefício da Xiaomi

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.