Antena da Starlink mantém desempenho estável mesmo coberta por gelo
Créditos: Reprodução/Steve Golson/Youtube

Antena da Starlink mantém desempenho estável mesmo coberta por gelo

Relatório da SpaceX mostra que terminais podem operar em temperaturas tão baixas quanto -30°C

Uma antena Starlink da SpaceX conseguiu entregar um desempenho consistente, apesar de estar coberta de gelo e com vinte centímetros de neve na área. A imagem do terminal coberto de gelo foi compartilhada por uma usuária do serviço no Colorado, Estados Unidos. Ela relatou que não sentiu nenhuma queda de sinal do serviço e que o desempenho permaneceu estável mesmo com o aumento do nível de neve. 

Além de compartilhar uma imagem de seu terminal nas redes sociais, o perfil no Facebook também compartilhou pontuações de teste de velocidade da internet. Essas pontuações foram obtidas antes que o terminal do usuário, ou DishyMcFlatface, como o SpaceX o chama, estivesse coberto de gelo. Os números são algumas das pontuações mais altas para o serviço que o site Wccftetch encontrou.


Foto: Reprodução/Gloria D Kosh/ Facebook

Os resultados mais recentes revelam que o projeto de Elon Musk pode alcançar 300 Mbps em velocidades de download — pelo menos no que diz respeito a esse usuária no Colorado. Como o sistema está em níveis de serviço beta, os usuários têm relatado velocidades de internet impressionantes. No entanto, se a SpaceX sustentará esses níveis uma vez que a rede esteja totalmente online é incerto e provavelmente dependerá do número de usuários em uma determinada área.

Detalhes compartilhados pela SpaceX em novembro do ano passado revelaram que os terminais de usuários podem operar em temperaturas tão baixas quanto -30°C. Além disso, o terminal apresenta aquecedores pré-construídos dentro dele, que são capazes de derreter a neve em condições climáticas extremas e como a antena é plana, chamada de “prato”, neve ou água não se acumulam em seu interior.

Teste de velocidade realizado pela mesma usuária revelou que a Starlink pode atingir velocidades de download de até 300 Mbps | Foto: Gloria D Koch/Twitter

No entanto, outros testes realizados pela mesma usuária mostraram pontuações variando entre 60 Mbps e 185 Mbps. Essas diferenças não são inesperadas devido ao número limitado de satélites atualmente em órbita, já que os terminais de usuário muitas vezes têm que esperar por sinais enquanto um satélite passa por cima.

Uma velocidade de download de 300 Mbps é mais de dez vezes o que os concorrentes da SpaceX oferecem em média, de acordo com dados compilados pela PCMag. Esta compilação, que reuniu dados em outubro do ano passado, revelou que, em média, a HughesNet oferece uma velocidade de download de 20 Mbps e a Viasat oferece uma velocidade de 25 Mbps.

Um dos principais diferenciais da Starlink em relação aos seus concorrentes é o uso de satélites de órbita baixa da Terra (LEO). Esses satélites operam em altitudes tão baixas quanto 540 quilômetros. Como resultado, eles reduzem o tempo que leva para se comunicarem com os terminais de usuários e estações terrestres. A SpaceX também afirma que a altitude mais baixa ajuda na segurança espacial, com seu pedido para baixar ainda mais alguns satélites atualmente pendente perante a Comissão Federal de Comunicações.

Continua após a publicidade

Via: Wccftech
User img

Bianca Nery

Quase jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina. É marvete e entusiasta de jogos antigos de Playstation 2. Joga no expert no Guitar Hero e é grande fã do Jorge Ben.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.