Windows 10 ARM já pode ser executado em Macs com Apple M1
Créditos: Divulgação/Parallels

Windows 10 ARM já pode ser executado em Macs com Apple M1

Versão 16.5 do Parallels Desktop agora suporta o novo processador da Apple

Em junho do ano passado a Apple havia confirmado que seus novos Macs com chip Apple M1 não suportariam a execução do Windows 10 via Boot Camp. Na época foi dito que os usuários teriam que utilizar soluções de virtualização como o Parallels Desktop, mas esta solução ainda não oferecia suporte para o novo chip da empresa. Agora a situação mudou com o anúncio do lançamento do Parallels Desktop 16.5, que finalmente recebeu o suporte nativo para o processador Apple M1.

26/06/2020 às 17:00
Notícia

Novos Macs com chips ARM não suportarão o Windows 10 via Boot...

Boot Camp é uma ferramenta que permite que os usuários utilizem o Windows 10 em “dual boot” com o macOS

Com a disponibilidade do Parallels Desktop 16.5, os proprietários de Macs equipados com o chip Apple M1 agora poderão executar máquinas virtuais rodando a versão do Windows 10 para arquitetura ARM

"O chip M1 da Apple é um avanço significativo para os usuários do Mac. A transição tem sido suave para a maioria das aplicações Mac, graças à tecnologia Rosetta. No entanto, as máquinas virtuais são uma exceção e, portanto, os engenheiros da Parallels implementaram suporte nativo para virtualização para o Mac com chip M1. Isso permite que nossos usuários desfrutem da melhor experiência do Windows-on-Mac disponível".
-- Nick Dobrovolskiy, vice-presidente sênior de engenharia e suporte da Parallels

A Parallels disse em seu anúncio que mais de 100.000 usuários de Macs com chip Apple M1 testaram a versão Preview do Parallels Desktop 16.5 com a versão de testes do Windows 10 ARM e executaram aplicações como o Microsoft Office for Windows, Microsoft Visual Studio, SQL Server, Microsoft PowerBI e MetaTrader sem grandes problemas.

Windows 10 ARM já pode ser executado em Macs com Apple M1
Divulgação/Parallels

A Parallels destaca que em um Mac com um chip Apple M1, o Parallels Desktop 16.5 usa 2,5 vezes menos energia do que em um modelo 2020 do MacBook Air com processador Intel, por exemplo. Além disso, o desempenho com DirectX 11 é até 60% melhor em comparação com um MacBook Pro com processador Intel e GPU Radeon Pro 555X.

O Parallels Desktop 16.5 está disponível em parallels.com/desktop. A edição Standard custa US$ 49,99 como upgrade para quem tem as versões 14 ou 15, US$ 79,99 como assinatura anual ou US$ 99,99 para uma licença perpétua. Os usuários também podem baixar uma versão de avaliação que pode ser utilizada gratuitamente por até 14 dias.

Continua após a publicidade

Para quem quiser rodar o Windows 10 ARM no novo Parallels Desktop 16.5, é importante destacar que a Microsoft atualmente não oferece mídias de instalação da versão estável. A empresa atualmente oferece apenas um VHDX (disco rígido virtual) da versão Preview do sistema operacional para os participantes do Programa Windows Insider. O vídeo abaixo da Parallels mostra como instalar esta versão (a partir da marca de 1 minuto e 30 segundos):

Fonte: Parallels, XDA Developers, Neowin.net
User img

Fabio Rosolen

Hands-on do Moto G60: câmera de 108MP, tela de 120Hz e bateria de 6.000 mAh são os destaques

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.