Foxconn, fornecedora da Apple, alerta que falta de chips deve durar até 2022
Créditos: Divulgação/Foxconn

Foxconn, fornecedora da Apple, alerta que falta de chips deve durar até 2022

A escassez de componentes tem afetado praticamente toda a indústria da tecnologia no último ano

A Foxconn, companhia taiwanesa líder em componentes eletrônicos e principal fornecedora de peças para a Apple, analisou os fortes impactos que a indústria vem sofrendo, além da piora no mês de março. A empresa ainda afirma que a escassez de hardware deve durar até o ano que vem, causando atrasos na entrega de pedidos.

O CEO da Foxconn, Young Liu, realizou recentemente uma teleconferência com investidores para apresentar resultados. Ele comentou o seguinte:

O fornecimento [nos] primeiros dois meses deste trimestre ainda estava bom, pois nossos clientes são todos muito grandes, mas começamos a ver mudanças acontecendo este mês.

 

Segundo Liu, os obstáculos enfrentados pelo mercado de componentes não devem se normalizar antes do segundo trimestre de 2022. Ele também comunicou que as remessas globais da Foxconn terão que ser reduzidas em cerca de 10%. Ainda assim, Liu garantiu que pedidos feitos há mais tempo terão “impacto limitado”.

A Foxconn, além de ser uma das principais fabricantes de iPhones no mundo, ainda é  fornecedora de muitos grupos globais de tecnologia, incluindo a Google, a Microsoft e a HP


Divulgação/Foxconn

31/03/2021 às 11:40
Notícia

TSMC pode aumentar preços em 25% e resultar em celulares mais...

Site de notícias chinês afirma que aumento pode vir devido aos estoques reduzidos

Antes da situação atual, a empresa enfrentou empecilhos na fabricação no segundo trimestre de 2020 — durante os momentos iniciais da pandemia de COVID-19 — devido à paralisação das produções nas fábricas, medidas necessárias para conter o vírus. Inclusive, esse foi o motivo do lançamento do iPhone 12 ter sido postergado

Continua após a publicidade

Quanto aos problemas atuais, é bem possível que os atrasos se intensifiquem no final deste ano caso a escassez de hardware não seja amenizada. A questão tem afetado a produção de praticamente toda a indústria de tecnologia, incluindo computadores, carros, celulares e consoles.

A Samsung, por exemplo, alertou os consumidores no início de março a respeito de “sério desequilíbrio” na indústria de semicondutores. As montadoras Ford, Volkswagen, Nissan e Toyota tiveram suas produções desaceleradas e a Sony e a Microsoft enfrentam falta de estoque para seus consoles mais recentes.
 

Fonte: The Verge, Nikkei
User img

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.