Intel lançará Inteligência Artificial anti-toxicidade para chat de voz
Créditos: Intel/GDC 2021

Intel lançará Inteligência Artificial anti-toxicidade para chat de voz

O software Bleep removerá insultos e discursos de ódio antes que ele possam atingir seus ouvidos

Quem joga e utiliza recursos de chat de voz, pelo menos alguma vez na vida  já teve que ouvir algum comentário tóxico desnecessário. Agora já imaginou se houvesse algum filtro que impedisse esses comentários de chegarem até você?

Foi exatamente isso que a Intel apresentou hoje na Game Developers Conference (GDC 2021): o software Bleep utiliza IA para remover insultos e discursos de ódio antes que eles tenham a chance de atingir seus ouvidos pelo headset . Anunciado como um protótipo em 2019, a Intel afirmou que uma versão beta deve ser lançada ainda este ano. Infelizmente, durante a apresentação nenhuma demo foi demonstrada, mas é possível presumir que o software irá gravar discursos como texto, filtrando linguagens abusivas e monitorando o que foi chamado de "temperatura da conversa".

Tipos de xingamentos serão categorizados, como misoginia, palavrões, racismo e discursos de ódio. Eles poderão ser ativados e desativados pelo usuário, além da presença de uma barra (slider) que permite aos jogadores escolherem o nível de toxicidade removida do chat.  A intenção da Intel é oferecer aos jogadores o controle sobre suas conversas, dando a eles a possibilidade de filtrar comentários danosos que prejudiquem a experiência. 


Demonstração do funcionamento do Bleep, e as categorias que ele pode filtrar (Créditos: Intel)

24/03/2021 às 16:20
Notícia

Intel começará a desenvolver chips ARM para outras empresas

Companhia está mudando estratégia de negócios e investirá US$ 20 bilhões em novos projetos

Muitos jogos, e até algumas plataformas como a Steam, já utilizam diferentes ferramentas para filtrar xingamentos e toxicidade, entretanto muitas dessas soluções são exclusivas para chat de texto. Durante a apresentação a Intel afirmou que segundo a Anti-Defamation League, cerca de 22% dos jogadores abandona games por causa de abusos virtuais. "Nós reconhecemos que a tecnologia não é a resposta, mas acreditamos que ela pode ajudar a mitigar o problema, enquanto soluções mais profundas são exploradas", comentou Roger Chandler, vice presidente produtos e soluções da Intel.

Hoje, também, a Intel lançou mundialmente a 11ª geração Intel Core. No vídeo abaixo você confere uma análise completa do modelo top de linha Intel Core i9-11900K e como ele se saí rodando alguns games como Call of Duty, Red Dead Redemption e Fortnite.

Continua após a publicidade

User img

Luiz Schmidt

Estudante de jornalismo na UFSC. Amante de games, anime, manga e cultura japonesa. Gosta de escrever histórias de horror nas horas livres e sonha em publicar um livro.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.