Philips anuncia monitores  B1TFL e B1TC touch-frame ATI
Créditos: Reprodução/Philips

Philips anuncia monitores B1TFL e B1TC touch-frame ATI

Os novos monitores são destinados para lugares com grande público

A Philips acaba de apresentar duas linhas diferentes de monitores para o público de ambientes comuns. As novidades são feitas para serem instaladas em shoppings, escolas, estacionamentos e outros ambientes com muita circulação. As opções são touch-frame abertos, da série B1TFL e B1TC.

Ao total, a empresa disponibiliza seis modelos diferentes, sendo dois B1TC e quatro B1FL. Todos possuem a possibilidade de ser integrado com diversas versões do Windows, Linux ou Android. Assim, cada local escolhe onde deseja rodar o seu sistema. Isso ajuda, inclusive, no autoatendimento em lugares comerciais. 

Todos os monitores possuem entradas VGA, HDMI e DisplayPort, bem como três conectores USB-A 3.1 (um com carregamento rápido, USB-BC 1.2). Os dispositivos apresentam opção de resistência contra respingos, arranhões e produtos. Isso permite que eles sejam higienizados com frequência, sem dano para o equipamento. 

Philips B1TC

Os monitores Philips B1TC possuem a opção de 23,8 polegadas (60,5 cm) e de 21,5 polegadas (54,6 cm). Elas são telas com apoio, que podem ser movimentadas em diversos ângulos. Essas são as versões mais acessíveis, portanto possuem algumas economias. Todos os modelos apresentados podem ser usados tanto no modo paisagem (horizontal), como retrato (vertical).

Philips - site do produto

Ambos os monitores apresentam tecnologia Advanced In-Cell Touch (AIT), com toque capacitivo projetado. A Philips garante melhor transmissão e taxas de resposta mais rápida, com até 10 toques simultâneos. O destaque está para a touch in-cell, que oferece um design fino e sem moldura de três lados. Ou seja, apenas um lado apresenta uma borda maior. 

A tela oferece revestimento antirreflexo, combinado com a resolução Full HD. Também há resistência 3H, protegendo o display contra possíveis arranhões. Isso torna a usabilidade mais acessível em diferentes ambientes, mesmo que seja a céu aberto.

Continua após a publicidade

Philips B1TFL

As opções Philips B1TFL são um pouco mais robustas, sendo também as versões mais caras. Há quatro opções disponíveis, o que permite maior poder de escolha pelos clientes. 

Philips - site do produto

As opções disponíveis são: a 242B1TFL, de 23,8 polegadas (60,5 cm); a 222B1TFL, de 21,5 polegadas (54,6 cm); a 172B1TFL, de 17 polegadas (43,2 cm); e a 152B1TFL, de 15 polegadas (38,1 cm).

As telas são desenvolvidas com a tecnologia P-Cap, que consegue detectar até 10 toques de uma vez, até mesmo se o usuário está de luvas. Também possui resistência 7H, que protege contra arranhões. Os monitores são classificados como IP65, na frontal, e possuem espuma de vedação lateral para proteção contra água e poeira. Isso torna opções mais resistentes para ser usado em ambientes externos. 

A taxa de brilho entregue é de 350 nits (242B1TFL) a 450 nits (152B1TFL), além de todas as opções contarem com revestimento antirreflexo. A Philips também afirma que a opção de toque precisa está disponível, com respostas fluidas e rápidas.  

A série B1TFL ainda oferece as entradas VGA, DVI, HDMI e DisplayPort. Para aumentar as possibilidades, os monitores também possuem um hub USB integrado (2x USB-A 3.1) para conectar hardware extra e dispositivos de energia.

Continua após a publicidade

Disponibilidade e preço

A Philips anunciou as novidades apenas para o mercado europeu, até o momento. Apesar de já serem oficiais, algumas opções vão começar a ser distribuídas apenas em abril de 2021. 

  • 242B1TC - 266 euros (cerca de R$ 1.800) - abril de 2021;
  • 222B1TC - 240 euros (cerca de R$ 1.600) - junho de 2021;
  • 152B1TFL - 343 euros (cerca de R$ 2.300) - maio de 2021;
  • 172B1TFL - 386 euros (cerca de R$ 2.500) - maio de 2021;
  • 222B1TFL - 395 euros (cerca de R$ 2.600) - abril de 2021;
  • 242B1TFL - 403 euros (cerca de R$ 2.700) - maio de 2021.

Os valores estão em euros por, justamente, as opções serem oficiais apenas na Europa. É comum que os valores convertidos não sejam os mesmos aplicados no mercado de outros países. Isso porque nenhuma taxa e imposto está sendo calculada, algo que implica diretamente no valor final. 

Via: Adrenaline
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.