Hacker de 18 anos que hackeou Twitter é sentenciado a 3 anos de prisão
Créditos: Reprodução/Grayson Blackmon / The Verge

Hacker de 18 anos que hackeou Twitter é sentenciado a 3 anos de prisão

Ivan Clark vai ter seu acesso à computadores monitorados pelo governo federal

Ivan Clark, se declarou responsável pelo ataque hacker ao Twitter, feito em julho de 2020. O esquema feito envolvia o roubo de Bitcoins e contava com mais dois parceiros. Esse é considerado um dos maiores ataques à rede social, que comprometeu contas importantes, como a de Elon Musk. Clark foi condenado a três anos na prisão. Como tinha 17 anos no momento do ataque, ele está sendo sentenciado como "jovem infrator". 

O principal autor do ataque é Graham Ivan Clark , morador da Flórida, EUA. Em julho de 2020 organizou e realizou um esquema de ataque ao Twitter. Os métodos utilizados pelo hacker estão sendo estudados e arquivados pelo governo dos EUA. 

Até o momento, Clark estava sendo julgado como adulto. Isso porque as leis da Flórida determinam que, em casos de golpes financeiros, menores podem ser julgados do mesmo modo que os demais cidadãos. 

O tempo de detenção vai poder ser cumprido em um campo de treinamento e os dias que passou em cárcere foram descontados da pena final. Ele também deve ter acesso ao computador restrito. Sua navegação será investigada e monitorada por órgãos do governo federal dos EUA. 

16/11/2020 às 14:51
Vídeo

ATAQUES CIBERNÉTICOS: por que você PRECISA cuidar de sua SEGU...

Os riscos de ignorar práticas de prevenção em contas online e como isso impacta você e as pessoas ao ...

Clark realizou o ataque em 15 de julho de 2020. O ataque foi considerado um dos incidentes de segurança cibernética mais preocupantes da história do Twitter. Isso aconteceu principalmente por envolver nomes importantes dos EUA, como Elon Musk, Bill Gates, Barack Obama e Joe Biden. O hacker exigia até mais de US$ 100.000 em criptomoedas. 

Continua após a publicidade

O ataque foi realizado por Clark e por outros dois parceiros. Nima Fazeli de Orlando e Mason Sheppard do Reino Unido, também são acusados de crimes federais. Ainda não foi detalhado qual era a participação e como a pena será executada. 

O responsável foi preso em sua casa em Hillsborough, Flórida, em julho de 2020. Ele continua detido. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: The Verge
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Meta e o Metaverso: os planos de Zuckerberg para o futuro das redes sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.