Créditos: Reprodução/Lucky seven GTR

Smartwatch é usado como emulador para games antigos - veja vídeos

Um YouTuber conseguiu rodar Final Fantasy 7 e Pokémon Fire Red em seu relógio

Os smartwatches possuem diversas funções. Eles monitoram exercícios, fazem pagamentos, rastream diversos aspectos da saúde, mas ainda não há games específicos para eles. Bem, oficialmente não. Um YouTuber conseguiu rodar títulos antigos, do PlayStation original, em seu relógio Android

Os vídeos foram compartilhados pelo canal do YouTube Lucky seven GTR. O jogador começou a enviar vídeos há menos de um mês para plataforma, tocando músicas de jogos em seu violão. No entanto, os últimos dois vídeos mostram ele rodando Final Fantasy 7 e Pokémon Fire Red em seu relógio. 

Ambos os games são bastante antigos. Para fazer com que eles conseguissem ser executados no smartwatch foi usado um emulador. Esse sistema já é muito famoso, pois permite que jogos sejam executados em praticamente qualquer dispositivo. 

As especificações do relógio não são muito potentes, mas são suficientes para rodar os títulos antigos. O smartwatch é o modelo DM2019, com Android. Ele é equipado com uma CPU ARM Cortex-A53 quad-core de 1,1 GHz. Junto com esse processador está um memória RAM de 1 GB e mais 16 GB de armazenamento interno integrado (total).

Provavelmente o YouTuber usou a versão Google Play do Retroarch, que oferece uma configuração mais simples e direta. Ele não descreve exatamente como fez para instalar os games em seu relógio. No entanto, esse é um caminho simples que pode ter sido escolhido.

12/02/2021 às 11:34
Notícia

Android 10 no Switch: veja como o portátil da Nintendo se sai...

Switchroot Team consegue colocar o sistema da Google no console portátil

Os smartwatchs são desenvolvidos para serem usados no pulso do usuário, como um auxiliar do smartphone. Portanto, jogar com esses dispositivos pode não ser a melhor experiência. A tela reduzida traz alguns impedimentos, principalmente para executar os comandos.

Continua após a publicidade

Para melhorar a experiência é possível conectar um controle via Bluetooth, mas ainda assim a tela não é muito responsiva. É necessário considerar também que esses jogos são do final dos anos 1990, quando a tecnologia ainda não estava tão avançada como vemos nos consoles de última geração. Isso faz com que os títulos sejam consideravelmente menos exigente quanto às especificações mínimas exigidas. 

Via: TweakTown, Adrenaline
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

ANÁLISE: Drone DJI Mini 2 - 4K, até 31 minutos de voo e 10Km de distância, precisa mais?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.