Corte determina suspensão temporária de restrições à Xiaomi nos Estados Unidos
Créditos: Xiaomi/Reprodução

Corte determina suspensão temporária de restrições à Xiaomi nos Estados Unidos

Decisão foi tomada para impedir "danos irreparáveis" para empresa enquanto não sai julgamento final

A Xiaomi teve a suas restrições comerciais nos Estados Unidos suspensas de maneira temporária após decisão judicial numa corte do país. A medida foi determinada pelo juiz Rudolph Contreras, de Washington, que a julgou necessária para impedir "danos irreparáveis" para a empresa chinesa enquanto não sai o julgamento final.

13/03/2021 às 11:11
Notícia

Xiaomi lança ar-condicionado projetado para melhorar o sono

 MIJIA Air-Conditioner Sleep Version é silencioso, inteligente e economiza energia

De acordo com o site Bloomberg, o magistrado ainda disse que a Xiaomi provavelmente conseguirá ganhar uma reversão total do banimento com o prosseguimento do litígio. Executivos da fabricante chinesa também já confirmaram que pretendem requisitar que a corte declare que qualquer insinuação de que a Xiaomi tem ligações com o exército chinês é ilegal.

A empresa também está buscando ter sua designação permanentemente removida da lista de "empresas militares comunistas chinesas". E o juiz Rudolph Contreras não parou por aí, e chegou a dizer que, nas palavras dele, "a corte está um tanto cética de que importantes interesses de segurança nacional estão realmente sendo implicados aqui".

Toda essa história começou nos últimos dias da administração Trump, quando o Departamento de Defesa colocou a Xiaomi na lista de empresas com supostas ligações com o exército chinês. Por causa disso, estava programado para a fabricante chinesa começar a sofrer sanções a partir da semana que vem.


Fonte: Palácio do Planalto - Flickr/Reprodução

A Xiaomi é a terceira maior fabricantes de celulares do mundo em termos de volume de aparelhos. Segundo dados da International Data Corporation (IDC), a companhia superou a Apple em número de celulares vendidos no terceiro trimestre de 2020.

Em novembro do ano passado, o ex-presidente Donald Trump assinou uma decreto que proibia investidores estadunidenses de colocarem dinheiro em empresas chinesas que seriam de propriedade do exército ou controladas de alguma maneira por ele.

Continua após a publicidade

O antigo governo do Republicano chegou a tentar banir aplicativos chineses populares, como o WeChat e o TikTok. Em todos esses casos, Trump e sua equipe alegaram ameaças à segurança nacional, mas sempre sem apontar provas.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: XDA Developers Fonte: Bloomberg
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Compramos um iPhone Fake e tivemos uma surpresa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.