YouTube muda regras de retenção de impostos para criadores de fora dos EUA
Créditos: Divulgação/YouTube

YouTube muda regras de retenção de impostos para criadores de fora dos EUA

As novas regras começam a valer em junho deste ano e os dados fiscais devem ser enviados até 31 de maio de 2021

A Google comunicou via e-mail, nesta terça-feira (09), que o YouTube começará a reter tributos norte-americanos dos lucros gerados a partir de visualizações vindas de espectadores dos Estados Unidos. Por isso, criadores de conteúdo de todos os países que utilizem a plataforma precisam enviar informações fiscais à Google até 31 de maio de 2021, para evitar a taxação mais alta.

As novas regras começam a valer em junho deste ano, e os criadores devem receber mensagens convidando-os para preencher o formulário fiscal nas próximas semanas. A ferramenta possui seis etapas e inclui uma série de perguntas. Para guiá-lo, a Google disponibilizou esta página de perguntas frequentes.

O que muda é que, enviando as informações, os impostos serão aplicados apenas aos ganhos mensais do AdSense gerados nos EUA — ou seja, apenas aos ganhos originados por visualizadores americanos. Os rendimentos do Google AdSense incluem visualizações de anúncios, YouTube Premium, Super Chat, Super Stickers e Clubes dos canais.


NorWood Themes/Unsplash/Reprodução

Caso os dados não sejam fornecidos até a data indicada, os tributos serão equivalentes à porcentagem mais alta de retenção na fonte, ou seja, 24% da renda gerada a partir de espectadores do mundo todo

05/03/2021 às 12:36
Notícia

Youtuber cria o primeiro iMac com M1 do mundo - antes mesmo d...

Computador foi criado usando um novo Mac Mini e um iMac quebrado de 2018

A atitude da Google se baseia no Capítulo 3 do Código da Receita Federal dos EUA, que indica que a empresa precisa coletar as informações fiscais de todos os criadores de conteúdo que geram receita fora do país. “Além disso, também precisamos deduzir tributos nos casos em que um canal ganha dinheiro com espectadores nos EUA”, comunicou a companhia.

Continua após a publicidade

Por fim, a Google comunicou que em breve fará mudanças para os produtores de conteúdo de fora dos Estados Unidos para especificar que os rendimentos gerados pelo YouTube sejam considerados como royalties de acordo com os códigos fiscais do país.

Isso poderá afetar a forma como os tributos são aplicados sobre seus ganhos. O Google precisa deduzir esses impostos para cumprir a lei dos EUA.

 

Para mais informações, acesse a Central de Ajuda do Google.

Fonte: TecMundo, Google
User img

Iraci Falavina

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Iraci é apaixonada por games,principalmente se tiverem uma boa história. Também se interessa por animes e cinema e não recusa uma boa xícara de chá. Editora-chefe do programa de jogos do curso, o Insira a Ficha.

MI 11 PRO e ULTRA! TUDO sobre os NOVOS celulares da XIAOMI

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.