Redmi Note 10 Pro é desmontado e mostra câmera de 108MP e outras partes internas
Créditos: Reprodução/Xiaomi

Redmi Note 10 Pro é desmontado e mostra câmera de 108MP e outras partes internas

Aparelho já está disponível para venda em lojistas chineses a partir de US$ 288

No último dia 4 de março, a Redmi, uma das principais marcas subsidiárias da Xiaomi, apresentou ao mundo a sua nova linha de smartphones, com a introdução dos novos Note 10. Os aparelhos contam com especificações bastante chamativas, e caso tenha curiosidade de como é por dentro do smartphone, a Xiaomi recentemente lançou um vídeo mostrando a desmontagem do Redmi Note 10 Pro / Pro Max.

No vídeo, o aparelho a ser desmontado é a variante "Gradient Bronze" da edição global do Redmi Note 10 Pro (ou Pro Max, como é chamado no mercado indiano), trazendo vários detalhes das peças utilizadas no smartphone. 

No geral, o Redmi Note 10 Pro é dividido em três grandes módulos: o primeiro contém a tampa que protege alguns dos componentes internos, junto com a moldura lateral e o sensor de impressão digital lateral. Além disso, nessa parte fica abrigado também o flash da câmera, ficando separado de todo o conjunto de sensores em si do aparelho.

Após a retirada da primeira tampa interna, temos acesso às câmeras do Note 10 Pro, com o destaque para o sensor ISOCELL HM2 produzido pela Samsung de 108MP, junto com as câmeras ultrawide de 8MP, telefoto de 5MP e de profundidade de 2MP. É possível visualizar que todos os sensores foram colocados separadamente e não como um único módulo, além de aparentemente serem soldados diretamente na placa-mãe do smartphone.

02/03/2021 às 08:06
Notícia

Redmi lança monitor Full HD de 27 polegadas com taxa de atual...

Novo monitor já está em pré-venda na China e estará disponível a partir da próxima semana

Já na parte superior é destacado o sensor IR (infravermelho) e o conector de áudio de 3,5 mm para fones de ouvido. No centro está a única câmera frontal, essa de 16MP, que aparece na parte superior da placa. Essa placa superior também abriga a bandeja do cartão SIM, o chip Qualcomm Snapdragon 732G e as memórias RAM do tipo LPDDR4x, ambas cobertas por uma placa de metal.

Continua após a publicidade

Além disso, temos um dos alto-falantes estéreo, que algo contrario do resto da parte superior, não está preso junta a placa. Já a bateria está posicionada no centro do smartphone, sendo ela de polímero de íon de lítio, com classificação de 4.920 mAh / capacidade típica de 5.020 mAh e sendo fabricada pela Sunwoda Electronics Co Ltd. da China. Por fim, temos o display AMOLED e a parte inferior, essa que conta com o outro alto-falante estéreo, a porta USB Type-C e motor de vibração linear Z-Axis, tudo conectado através de um longo cabo de fita à placa-mãe.

O Redmi Note 10 Pro já está disponível para ser comprado no mercado chinês e europeu, com preços iniciais a partir de US$ 288. Já é possível realizar a compra em lojas chinesas, como o AliExpress, e importar o aparelho em sua versão global para o Brasil.

Fonte: Gizmochina, YouTube (Xiaomi)
User img

Pedro Henrique

ANÁLISE: Drone DJI Mini 2 - 4K, até 31 minutos de voo e 10Km de distância, precisa mais?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.