Intel não vê conexão Thunderbolt chegando aos smartphones tão cedo
Créditos: Intel

Intel não vê conexão Thunderbolt chegando aos smartphones tão cedo

O padrão que usa formato USB-C permite ligar periféricos, até duas telas 4K e fornecer energia para a bateria, tudo em apenas uma conexão do notebook

O Thunderbolt foi criado pela Intel e Apple em 2011 como uma forma de unificar diferentes conexões em apenas um cabo, mas evoluiu para uma forma premium do USB-C, com capacidades que incluem controlar dispositivos e carregá-los com apenas um cabo. Após 10 anos de estrada, o protocolo está cada vez mais estabelecido no mercado de PCs, principalmente no setor corporativo, mas não deve aparecer tão cedo nos celulares.

Durante uma coletiva no Brasil para comentar o aniversário da tecnologia, o gerente geral da Client Connectivity Division da Intel, Jason Ziller, disse que o foco da empresa com o Thunderbolt atualmente é garantir cada vez mais alcance nos computadores. Atualmente, a tecnologia está presente em mais de 1.000 produtos certificados, além de acessórios como docks USB.


A tecnologia Thunderbolt permite montar um ambiente de trabalho robusto com poucos cabos. (Imagem: Intel/Reprodução)

Para intensificar o alcance do Thunderbolt, a empresa está garantindo suporte para a tecnologia em todos os sistemas operacionais modernos de computador. Além do macOS, que estreou a conexão em 2011, e também o Windows, a empresa implementou a tecnologia no ChromeOS e no Linux. 

A Intel também ressalta que o protocolo agora é aberto e pode ser adotado com mais facilidade por fabricantes. O suporte para Thunderbolt 4 também foi integrado aos processadores da linha Tiger Lake, o que deve garantir a tecnologia em aparelhos Windows como notebooks, 2-em-1 e até tablets com o sistema da Microsoft.

Por que celulares não usam Thunderbolt?


O Thunderbolt 4 pode ser integrado ao USB-C e tem poder para combinar diferentes funções, como HDMI e carregamento, em apenas um cabo. (Imagem: MacRumors)

Enquanto o Thunderbolt deve ganhar cada vez mais espaço nos PCs, a Intel prevê que a tecnologia não ganhará espaço no mercado de celulares. Segundo a companhia, a implementação do protocolo nos smartphones possivelmente não vai acontecer nos próximos anos por causa da evolução do USB-C. 

28/02/2021 às 12:42
Notícia

Intel comemora 10 anos de sua conexão Thunderbolt em 2021

Tecnologia foi criada para oferecer energia e troca de dados em alta velocidade

Como os smartphones costumam não ser utilizados para funções mais pesadas, o especialista da Intel acredita que as fabricantes devem manter apenas o USB-C, que já oferece velocidades de transferências e funções interessantes para os dispositivos móveis. O suporte para Thunderbolt só faria diferença em alguns smartphones voltados para o mercado corporativo, já que permitiria conectar monitores externos e periféricos no celular com apenas um cabo e um dock. A adoção da tecnologia também poderia encarecer o produto.

Continua após a publicidade

O Thunderbolt 4 funciona em portas USB-C, que são reversíveis, e entrega velocidades de até 40 Gbps. Além disso, o protocolo consegue, com apenas uma porta, alimentar o dispositivo, controlar periféricos e aguentar até duas telas 4K simultaneamente, ou um monitor com resolução 8K. Confira mais detalhes sobre a tecnologia aqui.

Via: Adrenaline
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.