Cientistas criam o gerador de números aleatórios mais rápido do mundo usando laser
Créditos: Gresham College

Cientistas criam o gerador de números aleatórios mais rápido do mundo usando laser

Tecnologia se torna cada vez mais necessária com importância crescente da criptografia

A geração aleatória de números pode parecer algo simples e sem grande importância, mas na verdade é imprescindível para a segurança do mundo digital que vivemos e pode ser um processo sofisticado que exige cada vez mais performance. É por isso que pesquisadores estão constantemente buscando novas soluções, e nessa semana tivemos o anúncio de um importante avanço: um gerador de números aleatórios que funciona com um laser e já se tornou o mais rápido do mundo.

O gerador em questão (RNG - sigla em inglês para Random Number Generator) é capaz de gerar 254 trilhões de dígitos randômicos em único segundo, o que o torna mais de cem vezes mais rápido do que RNGs baseados em computadores.

A geração de números aleatórios é importante porque é a base da criptografia, o sistema de segurança mais eficaz da atualidade e cada vez mais usado no mundo digital, conforme os computadores ficam cada vez mais presentes na vida de todas as pessoas. Essa demanda crescente gera a necessidade de soluções cada vez mais rápidas, e é por isso que cientistas de diferentes universidades ao redor do mundo se reuniram no desenvolvimento deste RNG.


(Reprodução/NTU Singapore)

Pesquisadores da NTU Singapore, Universidade de Yale e Trinity College de Dublin criaram juntos um sistema que usa um minúsculo laser, de apenas um milímetro. Ele dispara um raio de luz que é refletido numa cavidade em forma de ampulheta com paredes espelhadas. Esse processo se diferencia de outros RNG que funcionam com laser por ser capaz de ampliar vários modos ópticos simultaneamente.

15/07/2020 às 21:07
Notícia

Google e AMD estão testando criptografia de dados armazenados...

Os processadores EPYC da AMD estão sendo usados para melhorar a segurança de dados

São calculados então os pontos de intensidade da luz ao longo do raio, somando 254 pontos a cada trilionésimo de segundo, totalizando os 254 trilhões de dígitos aleatórios em um segundo completo. A geração é tão rápida que a câmera especial rastreando a geração de dados não é capaz de acompanhar perfeitamente, tendo sua memória completamente preenchida em nano-segundos.

Os cientistas agora querem associar o sistema diretamente num chip, para que os números sejam gerados e armazenados num computador em tempo real, o que vai possibilitar um uso prático deste RNG.

Fonte: Engadget
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.