YouTube Shorts será lançado em beta nos EUA esse mês, app concorre com o TikTok
Créditos: XDA Developers/Reprodução

YouTube Shorts será lançado em beta nos EUA esse mês, app concorre com o TikTok

Lançamento global da plataforma deve acontecer em breve

O YouTube começou a liberar gradativamente sua plataforma de vídeos curtos chamado Shorts. O app é uma resposta direta ao sucesso estrondoso de outro aplicativo para pequenos vídeos, o TikTok. A plataforma veio se tornando febre entre os mais jovens e criadores de conteúdo, sendo um meio rápido e facilitado de apresentar ao mundo seu trabalho, memes, dança e outras alternativas de entretenimento. 

Primeiramente anunciado em setembro do ano passado, o Shorts deslanchou na Índia e se tornou um estrondoso sucesso. A plataforma chega agora em março nos Estados Unidos.

Ainda em fase de testagens (beta), o YouTube esteve trabalhando para o lançamento da plataforma no último ano inteiro. Apenas alguns usuários foram selecionados para entrar nessa fase de testes e mandar feedback para a empresa, que deve liberar o app em breve para mais usuários. 

Para se ter uma noção da popularidade dessas plataformas de vídeos curtos, enquanto ainda estava nos estágios iniciais de beta, o Shorts arrecadou um total de 3.5 bilhões de visualizações dos vídeos que estavam disponíveis durante a testagem. O TikTok, por exemplo, está chegando na marca dos 1 bilhão de usuários ativos e deve ser o primeiro aplicativo a alcançar essa marca em tão pouco tempo. 

O vídeo abaixo explica como o recurso funciona, demonstrando as várias funcionalidades de gravação, temporizador, recorte e seleção de música: 

Na página de suporte oficial da Google, a empresa fornece mais alguns detalhes sobre o Shorts: "Os YouTube Shorts são vídeos verticais com até 60 segundos de duração. Além de serem exibidos no seu canal, os espectadores também podem encontrar os Shorts na estante do recurso na página inicial. Dessa forma, os usuários podem aproveitar a experiência de visualização vertical exclusiva desse formato." 

O YouTube também esclareceu que ainda não pretende habilitar recursos de monetização com o Shorts, sendo impossível, no momento, gerar qualquer tipo de receita com a plataforma, mas a possibilidade no futuro fica em aberto: "Independentemente do conteúdo ter sido encontrado na estante do recurso ou no player de Shorts, não será possível gerar Receita de Assinaturas do YouTube Premium, nem exibiremos anúncios nesse conteúdo. (...) Como estamos fazendo experimentos e melhorias contínuas na experiência dos Shorts, pode haver chances de a ferramenta ser monetizada no futuro. " 

Via: Gsmarena, B9
User img

Mateus Alexandre

Designer gráfico, redator e artista nas horas vagas. É viciado em tecnologia, videogames e perde umas boas horas do dia pesquisando promoção de hardware.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.