Xiaomi Mi 10 tem GPU overclockado e mostra ganho de 30% no desempenho
Créditos: Xiaomi/Divulgação

Xiaomi Mi 10 tem GPU overclockado e mostra ganho de 30% no desempenho

Embora algumas pontuações tenham chegado perto, o overclock não foi o bastante para bater o Mi 11

Um grupo chinês de tecnologia fez um interessante experimento: fazer overclock da GPU Adreno 650 do chip Snapdragon 865 presente no Xiaomi Mi 10 e tentar equiparar a performance do chip gráfico com seu sucessor, o Mi 11 equipado com o novo Snapdragon 888.

O novo chip da Qualcomm possui uma GPU Adreno 660, contando com 35% melhor performance em renderização de gráficos, enquanto o Adreno 650 do Snapdragon 865 com apenas 10% de melhoria. 

De acordo com a reportagem original (em chinês), a GPU do Mi 10 foi overclockada utilizando o aplicativo KonaBess. Para isso, o dispositivo também precisou ter seu bootloader desbloqueado em função do experimento funcionar.

Após uma variada bateria de testes utilizando diversos benchmarks como AnTuTu, Geekbench e 3DMark, e alguns jogos em tempo real, os resultados foram comparados entre os dois smartphones. 


Pontuação do Mi 10 pós-overclock no Geekbench e 3DMark. Reprodução/Gizmochina

No AnTuTu, o Mi 10 pulou de 560,000 para 620,000 pontos após o overlcock da GPU. O chip gráfico teve um salto considerável de 219,252 para 273,252, se aproximando da pontuação do Mi 11 que fica na casa dos 301,076 pontos de GPU.

Já no Geekbench 5, o dispositivo pontuou 4282 (3034 pré-overclock) em OpenCL e 3929 (2954 pré-overclock) em Vulkan, enquanto ficou na casa dos 4995 nos testes usando 3DMark. O chip pontuou 3761 no 3DMark antes do overclock. Para comparação, o Mi 11 fez 699,841 no AnTuTu e 5628 no 3DMark. 


Pontuação do Mi 10 antes e depois do overclock no AnTuTu. Reprodução/Gizmochina

Jogando, o chip overclockado conseguiu mais quadros por segundo e menos travamentos em jogos intensos graficamente como Glory of Kings e Original God. O teste correu por 15 minutos e apresentou boa estabilidade no decorrer da testagem.

Continua após a publicidade

Resumindo, o overclock trouxe por volta 30% de melhoria na performance de GPU do Snapdragon 865 do Mi 10 - mesmo assim, não consegue alcançar a pontuação de seu sucessor.

Entretanto, durante os testes, o Mi 11 apresentou problemas de temperatura enquanto estava sob muita carga - possivelmente pro conta da arquitetura antiga da Adreno 660 e do processo de fabricação em 5 nanômentros da Samsung. 

Via: Gizmochina
User img

Mateus Alexandre

Designer gráfico, redator e artista nas horas vagas. É viciado em tecnologia, videogames e perde umas boas horas do dia pesquisando promoção de hardware.

Hands-on do Moto G60: câmera de 108MP, tela de 120Hz e bateria de 6.000 mAh são os destaques

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.