Xiaomi patenteou uma tecnologia que detecta inchaço na bateria
Créditos: Divulgação Xiaomi

Xiaomi patenteou uma tecnologia que detecta inchaço na bateria

Empresa está desenvolvendo sistema que capaz de informar sobre a saúde e envelhecimento das baterias

Sendo uma das principais partes de um smartphone, as baterias sofrem bastante durante sua vida de utilização chegando ao ponto extremo de estufarem. Buscando prevenir esses problemas, a Xiaomi patenteou recentemente uma tecnologia de detecção da condição das baterias, mostrando o máximo possível de informações ao usuário.

10/02/2021 às 11:29
Notícia

Xiaomi Mi 11 enfrenta o teste de durabilidade mais famoso da ...

Celular encara riscos de estilete, ferramentas e até as chamas de um isqueiro

Quem encontrou essa patente da empresa foi o portal MyDrivers, que localizou o pedido de patente da empresa no mês passado, e que foi publicado oficialmente nesta semana. Chamado de “Dispositivo e método de detecção da expansão da bateria” e inventado por Luo Wenhui.

A nova tecnologia da Xiaomi funcionaria como uma espécie de monitoramento da bateria do aparelho, igual a presente em alguns smartphones atuais, mas com alguns recursos novos no próprio hardware. Além de fazer a detecção do envelhecimento e vida útil do aparelho, dando as informações precisas ao usuário, o recurso detectaria o estufamento da bateria. Avisando ao usuário sobre esse problema no aparelho, que pode, em casos extremos, pode até explodir durante a utilização do usuário.


Créditos: Reprodução / MyDrivers

Na homologação da patente, existe uma explicação sobre o que é essa nova tecnologia e como ela funcionaria:

“A presente divulgação se refere a um método para detecção da expansão da bateria. O dispositivo inclui: um compartimento de bateria, uma tampa traseira da bateria, cerâmica piezoelétrica e um circuito de detecção de corrente; em que a cerâmica piezoelétrica está disposta no lado interno da tampa traseira da bateria em uma posição voltada para a bateria; ou a parte inferior do compartimento da bateria. O circuito de detecção de corrente é conectado à cerâmica piezoelétrica e é usado para detectar um sinal de corrente gerado pela cerâmica piezoelétrica. Quando a cerâmica piezoelétrica gera um sinal de corrente, isso indica que o grau de expansão da bateria excede um limite de expansão. ”
- Disse a Xiaomi em sua patente.

Essa nova tecnologia da empresa apresenta o diferencial de um recuso físico em torno da bateria do aparelho, que, em resumo, fará a detecção caso a bateria tenha uma expansão maior do que a esperada. Caso a empresa comece a utilizar esse novo sistema em seus aparelhos, a Xiaomi pode estar criando um novo tipo de referência em segurança para a indústria.

Fonte: MyDrivers, Gizmochina
User img

Willian Vieira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

ONEPLUS NORD N10 5G! TELA 90Hz, CÂMERA de 64MP e MAIS

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.