Elon Musk trava disputa com a Amazon para adicionar sistema de internet global
Créditos: Reprodução/ScreenRant

Elon Musk trava disputa com a Amazon para adicionar sistema de internet global

A companhia Starlink solicitou mudanças a FCC que podem prejudicar os planos da Amazon

Leitura Rápida

  • Elon Musk se envolveu em uma polêmica com a Amazon
  • A sua companhia Starlink, que pretende instalar uma rede de internet mundial, solicitou ao FCC para modificar a altura de seus satélites
  • A Amazon respondeu negativamente, falando que poderia interferir em seu sistema chamado Kuiper, que possui intenções parecidas
  • Musk diz que não deve ocorrer nenhuma interferência, mas a Amazon discorda da afirmação

Elon Musk está envolvido em mais uma polêmica, dessa vez relacionada com a Amazon. O empresário - dono de companhias como Tesla, Starlink e SpaceX -, respondeu uma publicação no Twitter que falava sobre alterações de planos com seus satélites Starlink. Segundo a publicação, a companhia de Musk estaria atrapalhando e diminuindo a competitividade com a Amazon, que possui planos similares. O objetivo é criar rede de internet mundial.

Aparentemente, a história iniciou quando a Starlink fez uma solicitação para a Comissão Federal de Comunicações dos EUA, comumente chamada de FCC, para trocar a distância de seus satélites. A companhia teria a intenção de colocá-los mais baixo do que o planejado inicialmente. 

Apesar de parecer um pedido que parece inocente, a Amazon se sentiu atingida por essa mudança de planos. Isso porque a companhia liderada pelo segundo homem mais rico do mundo, atrás somente do próprio Elon Musk, disse que essa medida atrapalharia seus próprios satélites.

O pedido da Amazon é para que a altitude se mantenha aos 580km, até que hajam provas sólidas de que a alteração não irá atrapalhar seus próprios equipamentos. Elon Musk respondeu uma Thread no Twitter de Michael Sheetz, repórter da CNBC especializado na cobertura de notícias espaciais, anexada acima.

07/01/2021 às 15:17
Notícia

Elon Musk passa Jeff Bezos e agora é a pessoa mais rica do mundo

Ele já havia superado Bill Gates em novembro passado

Como é possível ver, Musk informa que a Amazon irá prejudicar os usuários de forma geral, dando a entender que a companhia está pensando apenas em seus próprios interesses. "Não serve ao público para prejudicar Starlink hoje para um sistema de satélite da Amazon que está, na melhor das hipóteses, a vários anos de operação", informa o empresário.

Continua após a publicidade

Vendo a repercussão da resposta de Musk, a Amazon também deu uma resposta à CNBC. A companhia enviou um porta-voz para falar com o jornalista envolvido na publicação. A varejista comandada por Bezos fala que "desenhamos o sistema Kuiper para evitar interferências com a Starlink, e agora a SpaceX quer mudar o desenho do sistema. Essas mudanças não criam somente um ambiente mais perigoso para colisões no espaço, mas aumentam a interferência para os clientes”.

Sistema Kuiper é o nome que o conjunto de satélites da Amazon possuem. A FCC ainda não emitiu nenhuma resposta oficial para nenhuma das duas companhias e, até o momento, não ficou explicado qual o motivo da Starlink desejar mudar a distância de seus satélites. 

Via: Exame
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

Celular GAMER barato? Testamos o Black Shark 4, o custo-benefício da Xiaomi

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.