RoboGrammar é robô customizável do MIT capaz de navegar em diferentes terrenos
Créditos: MIT

RoboGrammar é robô customizável do MIT capaz de navegar em diferentes terrenos

Projeto do Instituto possui computador capaz de projetar diferentes versões da máquina

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) desenvolveram uma nova classe de robôs customizáveis que podem ser usados para navegar diferentes tipos de terrenos desafiadores. Talvez o mais impressionante fator dessa novidade é que o responsável por desenvolver as diferentes variações da máquina – chamada RoboGrammar – é um computador.

29/09/2020 às 18:34
Notícia

Xiaomi inicia crowfunding de colchão de grafeno com aquecimen...

Produto pode aquecer até 60º C e possui cinco níveis de temperatura

Para fazer isso, o PC só precisa saber quais partes estão disponíveis para construir o robô e quais terrenos ele terá que enfrentar. A partir daí, ele usa um sistema chamado de "gramática gráfica" para projetar o resto da máquina.

A hipótese da equipe liderada por Allan Zhao, estudante de PhD em ciência da computação no MIT, é de que designs mais inovativos podem melhorar as funcionalidades dos robôs. Para resolver essa questão, eles criaram um modelo de computação para a tarefa.

"O design de robôs ainda é um processo muito manual. O RoboGrammar é uma maneira de criar designs de robôs novos e mais inventivos, que podem potencialmente ser mais efetivos".
Allan Zhao, autor-chefe do estudo e estudante de PhD e ciência da computação no MIT

Segundo o artigo publicado pelo time de cientistas, o universo de formas que podem ser escolhidas contém em sua maioria designs que não fazem muito sentido. Para evitar acabar com um robô que é uma grande confusão é que eles recorreram à gramática gráfica.

Esse recurso traz uma série de restrições na maneira como os componentes do robô são distribuídos. Isso inclui, por exemplo, que os segmentos adjuntos da perna precisam estar conectados com uma articulação, e não com outra parte de perna.

Continua após a publicidade

"Os robôs tendem a ser construídos para uma variedade quase sem fim de tarefas, mas eles tende a ter formas e designs muito similares. Por exemplo, quando você pensa em construir um robô que precisa cruzar vários terrenos, você imediatamente pensa num quadrúpede. Nós estávamos nos perguntando se esse realmente é o design mais eficiente".
Allan Zhao, autor-chefe do estudo e estudante de PhD e Ciência da Computação no MIT

Via: Engadget Fonte: MIT News
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Análise do Samsung GALAXY S21 ULTRA: tela INCRÍVEL e câmeras para TODAS AS SITUAÇÕES

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.