Sonda chinesa Chang'e-5 pousa  na Lua com sucesso para recolhimento de amostras
Créditos: Mark Schiefelbein/AP

Sonda chinesa Chang'e-5 pousa na Lua com sucesso para recolhimento de amostras

A China deve ser a terceira nação a recolher amostras lunares se a missão der certo

A sonda chinesa Chang'e-5, lançada ao espaço em 23 de novembro, pousou com sucesso na superfície da lua nessa terça-feira, 1 de dezembro. A missão não tripulada tem como missão coletar amostras do satélite natural da Terra.

O objetivo do recolhimento seria aprofundar o conhecimento sobre a origem da Lua. A sonda tentará acumular 2 quilos de poeira e rochas retiradas de uma área conhecida como Oceanus Procellarum, ou "Oceano de Tempestades". A coleta deve começar nos próximos dois dias, com o solo sendo escavado a uma profundidade de dois metros e, em seguida, enviando os detritos lunares para o nosso planeta.

08/10/2019 às 15:42
Notícia

China consegue desenvolver a primeira planta no lado escuro d...

O broto sobreviveu apenas duas semanas devido às baixas temperaturas

Se tudo correr como planejado, a China será a terceira nação a recolher amostras lunares. As duas primeiras foram os Estados Unidos e a antiga União Soviética. No ano passado, a sonda chang'e-4 marcou a história espacial, sendo a primeira a pousar no lado escuro da Lua.

A devolução das amostras deve acontecer agora no começo ou em meados de dezembro. O foguete "Longa Marcha 5" lançou a sonda Chang'e-5 do centro de lançamento espacial Wenchang, na ilha tropical de Hainan, às 17h30 da segunda-feira 23 de novembro.
 

Via: G1
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

ANÁLISE: Drone DJI Mini 2 - 4K, até 31 minutos de voo e 10Km de distância, precisa mais?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.