Hackers estão vendendo acesso de milhares de contas corporativas
Créditos: Reprodução/ComputerHoy

Hackers estão vendendo acesso de milhares de contas corporativas

Até mesmo diretores de divisões e CEOs foram pegos no ciberataque a executivos

Hackers teriam sequestrado contas de e-mail de diversos executivos de grandes empresas espalhadas pelo mundo, e estão tentando vender os milhares de logins roubados. As vítimas do cibercrime incluem executivos nível C-suite, incluindo CEOs, vice-presidentes e diretores. De acordo com o site Gizmodo, as contas hackeadas são do e-mail da Microsoft e para planilhas do Office 365.

20/10/2020 às 15:24
Notícia

Novo golpe do WhatsApp usa perfis falsos para roubar usuários

Hackers conseguiram cerca de R$ 500 mil criando contas moldadas com dados vazados

Os alvos incluem o chefe de uma empresa americana de software de médio porte, o presidente de uma fabricante de roupas dos Estados Unidos e o CFO de uma rede de varejo europeia. As informações apontam que as vendas dessas contas estão acontecendo em um fórum underground russo de acesso limitado e são vendidas entre US$ 100 e US$ 1.500 cada, dependendo do valor dos dados contidos.

A empresa de inteligência de ameaças KELA observou que o hacker pode ter obtido os logins da conta comprando dados de computadores infectados com um cavalo de Troia AzorUlt, malware que rouba dados. Uma fonte do site ZDNet disse que confirmou a autenticidade de duas contas ofertadas e também está notificando as empresas que tiveram informações de seus funcionários vazadas.

Abaixo, uma lista das planilhas e da ocupação dos profissionais que tiveram seus dados de login vazados:
- CEO
- COO - diretor de operações
- CFO - diretor financeiro ou controlador financeiro principal
- CMO - diretor de marketing
- CTOs - diretor de tecnologia
- Presidente
- Vice-presidente
- Assistente executivo
- Gerente de finanças
- Contador
- Diretor
- Diretor de Finanças
> Controle financeiro
> Folha de pagamento

Caso esse roubo de logins e senhas tenha realmente essa proporção, o crime poderá prejudicar tanto os executivos quanto seus funcionários. Os dados podem ser comprados para dar golpes parecidos com o fishing, que enganam funcionários e fazem com que eles enviem dinheiro aos hackers em nome das empresas. As contas também podem servir para chantagem e extorsão, onde compradores exigem quantias absurdas para devolvê-las aos donos.

Fonte: Gizmodo, ZDNet
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.