Índia dificulta importação de iPhones e dispositivos de empresas como a Xiaomi produzidos na China
Créditos: Reprodução/Apple

Índia dificulta importação de iPhones e dispositivos de empresas como a Xiaomi produzidos na China

Motivo é a deterioração das relações entre Índia e China após um confronto na fronteira dos países em junho

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, fontes da indústria dizem que a Índia está dificultando a importação de iPhones e de dispositivos de empresas como Xiaomi e OPPO produzidos na China por causa das tensões entre os dois países.

19/10/2020 às 12:18
Notícia

Depois de 3 anos na liderança na Índia, Xiaomi é ultrapassada...

Xiaomi perde seu reinado no segundo maior mercado de smartphones do mundo

Os pedidos de aprovação à agência de controle de qualidade, o Bureau of Indian Standards (BIS), normalmente costumavam ser processados em cerca de 15 dias, mas alguns pedidos agora estão levando dois meses ou mais.

O BIS começou a atrasar já em agosto as aprovações para as importações de dispositivos como smartphones, smartwatches e laptops produzidos na China devido a deterioração das relações com o país após um confronto na fronteira em junho que deixou 20 soldados indianos mortos.

Desde o confronto, a Índia endureceu as regras para investimentos da China e baniu centenas de aplicativos chineses para dispositivos móveis, incluindo aplicativos de gigantes como a Tencent, Alibaba e ByteDance. Outros 43 aplicativos adicionais foram banidos na última terça-feira.

Quando o atraso nas aprovações afetou o iPhone 12, executivos da Apple na Índia entraram em contato com o BIS para tentar acelerar o processo e dando garantias de que a empresa de Cupertino pretende continuar expandido suas operações de montagem no país. O primeiro-ministro da Índia promove a produção local, enquanto comerciantes e grupos nacionalistas hindus estão pedindo boicote aos produtos importados da China.

O atraso nas aprovações das importações deve causar problemas para os varejistas nesta temporada de vendas de fim de ano. Embora a Apple tenha algumas instalações de montagem na Índia, os modelos mais recentes e os aparelhos da linha iPhone 12 ainda são importados da China, que é onde empresas contratadas produzem os dispositivos.

Continua após a publicidade

"Enquanto o BIS está atrasando as aprovações de produtos como smartwatches, o Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação está pressionando as empresas para que produzam esses dispositivos na Índia", disse uma das fontes da agência de notícias Reuters.

Sob o regime de registro do BIS, certos dispositivos eletrônicos - importados ou fabricados localmente - precisam atender a certas normas. Após as empresas testarem seus produtos em um laboratório certificado, o BIS aprova as aplicações.

O atraso nas aprovações do BIS também afetou as importações de smartwatches de empresas chinesas como a Xiaomi e a OPPO.

Em julho deste ano o Ministério do Comércio da Índia também restringiu as importações de TVs ao exigir que os importadores obtenham uma licença especial, uma iniciativa supostamente implementada para prejudicar a Samsung e a Xiaomi. 

Fonte: GSMArena, Reuters
User img

Fabio Rosolen

EXYNOS 2100, DuckDuckGo, EUA vs Huawei e Elon Musk DE NOVO no CONECTADO! #12

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.