Veja as possíveis mudanças em celulares Honor após venda da marca pela Huawei
Créditos: Reprodução/Honor

Veja as possíveis mudanças em celulares Honor após venda da marca pela Huawei

Novos smartphones da linha não terão mais nenhuma relação com a fabricante chinesa

A Huawei oficializou há algumas semanas a venda de sua marca de smartphones Honor para um consórcio de mais de 30 agentes e revendedores. No comunicado da venda, a Huawei declarou que não terá nenhuma participação na nova empresa, e foi relatado que as operações e serviços pós-venda não serão afetados. Os compradores anunciaram que estão criando uma nova empresa chamada Shenzen Zhixin New Information Technology para concluir a compra.

16/11/2020 às 22:37
Notícia

Oficial: Huawei vende a marca de smartphones Honor

A informação foi confirmada pela Agência Reuters, que também havia indicado os rumores iniciais

Por conta disso, o site GizmoChina listou características que podemos esperar na próxima linha de dispositivos Honor sem vínculo com a Huawei. Algumas mudanças já foram declaradas pela própria Honor em uma declaração, garantindo aos usuários que continuará a fornecer atualizações de segurança e serviço pós-venda para seus produtos existentes.

Com a venda da Honor pela Huawei, espera-se que os futuros smartphones voltem a adotar os Serviços do Google Mobile (GMS), que inclusive está ganhando novos recursos rapidamente. Os smartphones mais recentes da Huawei, pro exemplo, utilizam o Huawei Mobile Services ao invés do GSM, que foi substituído há algum tempo.

Também sabemos que os celulares Honor contam hoje com uma interface de usuário Magic, então a empresa deverá otimizá-la ou lançar um novo tema UX. Caso os aparelhos continuem com a interface chamada Magic UI, é esperado o software e design sofram alterações para não ficarem muito parecidos com a EMUI da Huawei, o que fortalece as expectativas para uma nova interface.

Os futuros smartphones sob a marca Honor também podem ser lançados no mercado com processador Snapdragon, já que a maioria dos modelos lançados desde 2019 contavam com os processadores Kirin da Huawei. Em 2020, a linha Honor também aderiu aos processadores MediaTek 5G enquanto estava vinculada à Huawei. Agora que a marca não é mais uma empresa de propriedade da Huawei, ela deve ter acesso aos processadores Qualcomm e não se limitar a chipsets 4G e até mesmo com a nova conexão 5G.

Fonte: GizmoChina
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.