Observatório de Arecibo, maior telescópio fixo do mundo, será desativado
Créditos: Reprodução/ University of Central Florida

Observatório de Arecibo, maior telescópio fixo do mundo, será desativado

Depois de alguns cabos romperem, o reparo poria a vida das pessoas em risco

Leitura Rápida

  • O Observatório de Arecibo será desativado
  • O reparo não poderá ser feito, devido ao risco à vida
  • Os engenheiros declararam que o melhor é destruir a estrutura
  • Essa é uma perda imensurável para a comunidade científica

O Observatório de Arecibo será desativado. Depois dos cabos de sustentação se romperem, os engenheiros declararam que o conserto seria perigoso para os trabalhadores, podendo resultar em tragédias ainda maiores. Por esse motivo ele não passará por reparos. 

A decisão foi tomada depois de várias equipes irem até o local e, declararem a mesma proposta. Seria inviável colocar a vida de mais pessoas em risco para retomar a construção. Portanto, ele será totalmente removido.

Esse observatório foi o maior radiotelescópio fixo do mundo, localizado em Arecibo, Porto Rico. Sua antena parabólica mede 305 metros de diâmetro. Ele foi inaugurado em 1963. Em agosto de 2020, um dos cabos secundários, que ajudavam a manter a estrutura, se rompeu. Depois de alguns meses, em novembro, um segundo cabo também não suportou a estrutura e foi rompido, trazendo ainda mais danos. 

Parte da estrutura já estava em pedaços. A esperança era de que os cabos pudessem ser substituídos e, a parte que foi danificada, fosse restaurada. Apesar disso, a estrutura está bastante perigosa. Equipes de engenheiros e técnicos foram enviados a Arecibo para avaliar o que poderia ser feito. Todos chegaram a conclusão que mexer na estrutura poria a vida de todas as pessoas envolvidas em risco.

Toda a estrutura será demolida. Apesar disso, algumas partes da estrutura devem ser preservada, pelo menos o máximo que for possível. O centro de visitantes nas proximidades deve ser retirado em segurança. A Agência NSF se mostra triste com a notícia, informando que irá procurar manter o observatório.

04/10/2020 às 10:57
Artigo

Sensores Lidar - Entenda o que são e como funcionam!

A tecnologia está começando a ser introduzida em smartphones flagship

Continua após a publicidade

Apesar da estrutura não poder ser mantida, a agência espera continuar a trabalhar nas instalações LIDAR do observatório. Outra proposta é que sejam executados trabalhos nas instalações externas de Culebra, que é responsável por coletar dados sobre nuvens e precipitação. Todos os dados coletados pelo telescópio vão continuar a ser analisados e catalogados pelos cientistas.

Ainda não se sabe quanto tempo a demolição irá levar e, nem quanto irá ser gasto nesse processo. Essa é uma perda inestimável para a comunidade científica. O Observatório foi usado por pesquisadores, como o Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), para procurar vida fora da Terra. Ele também foi extramemente útil na identificação de asteróides perigosos, ar eventos cósmicos distantes, entre vários outros fenômenos do espaço.

Via: Engadget
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

BLACK FRIDAY: DICAS para COMPRAR uma SMART TV!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.