Viagens com aviões elétricos podem começar antes do que esperamos
Créditos: Superinteressante

Viagens com aviões elétricos podem começar antes do que esperamos

Porém, baterias são o grande limite para essa tecnologia

Na edição mais recente da revista Scientific American, foram listadas as dez principais tecnologias emergentes do momento atual - e uma delas é a aviação elétrica para passageiros. Os pilotos de drones, por exemplo, já estão familiarizados com os benefícios e desafios dessa tecnologia - claro, não tripulada - mas aqui vamos trazer alguns pontos sobre essa possibilidade.

07/10/2019 às 10:58
Notícia

NASA está trabalhando em aviões elétricos para voos comerciais

A agência promete aeronaves mais econômicas, silenciosas e menos poluentes

Em um contexto global, as grandes empresas tem investido em métodos para se "descarbonizar" nos próximos anos e, de acordo com um artigo co-escrito por Katherine Hamilton e Tammy Ma, as viagens aéreas foram responsáveis por 2,5% das emissões globais de carbono em 2019, com tendências desse número triplicar até 2050. Nesse sentido, os aviões elétricos poderiam ser uma opção.

Os motores elétricos não apenas reduziriam as emissões de carbono, mas os custos com combustíveis poderiam cair em até 90%. Custos de manutenção também seriam cortados pela metade, e ruídos cairiam em 70%.

Outro ponto é que os autores do artigo dizem que hélices elétricas aumentam a sustentação durante a decolagem, permitindo asas menores com maior eficiência. 

Os autores estimam que cerca de 170 projetos de aviões elétricos estão em andamento. A maioria das novas aeronaves seriam para viagens privadas e corporativas.

Por outro lado, os pilotos de drone sabem onde esse plano guarda suas deficiências. As baterias sempre limitarão o alcance da aeronave elétrica. Além de serem mais pesadas, ocupam mais espaço que o combustível de aviação.

Continua após a publicidade

Elon Musk  já sugeriu que inovações como essa tomarão forma em três ou quatro anos. Os autores da pesquisa citada apostam em algo próximo de 2025, quando as baterias supostamente seriam boas o bastante para viagens de 800 quilômetros.

Uma informação extra para a frase anterior é que metade dos voos globais não passa da distância citada.

Via: DroneDJ
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.