União Europeia acusa Amazon de obter vantagem injusta em sua plataforma
Créditos: Reprodução/Google

União Europeia acusa Amazon de obter vantagem injusta em sua plataforma

Empresa estaria usando dados internos para aumentar chances de venda sobre outros comerciantes

A União Europeia (UE) abriu uma ação anti-truste contra a Amazon porque a empresa estaria usando ferramentas para se beneficiar no mercado. De acordo com a acusação, a companhia de Jeff Bezos estaria usando dados internos para obter vantagem injusta sobre outros comerciantes que usam a plataforma para anunciar seus produtos. 

Amazon Antitruste - Página Oficial da UE

O site da UE publicou o caso em uma página especial. Nela, os reguladores dizem que a gigante do varejo online violou as leis de concorrência ao usar injustamente seu tamanho e acesso a dados para prejudicar comerciantes menores que dependem da empresa para chegar aos clientes. Isso é possível porque a empresa tem um "papel duplo", sendo uma loja online usada por muitos vendedores e também comerciante de seus próprios produtos.

30/09/2020 às 14:20
Notícia

Departamento de Justiça dos EUA vai processar sistema de busc...

Autorizardes defendem que mecanismo do buscador é muito dominante e prejudica concorrência

Por conta de sua plataforma de pesquisa de e-commerce, a Amazon estaria reunindo e analisando dados não públicos de vendedores que usam seu site para identificar os produtos populares e, em seguida, copiá-los e vendê-los. Além de "copiar" as tendências, a empresa geralmente vende o produto a um preço mais baixo, dificultando a venda por outras marcas.

“Devemos garantir que as plataformas de dupla função com poder de mercado, como a Amazon, não distorçam a concorrência”, disse Margrethe Vestager, vice-presidente da comissão para questões digitais, em um comunicado. “Os dados sobre a atividade de vendedores terceirizados não devem ser usados ??em benefício da Amazon quando ela atua como concorrente desses vendedores.”

A  Amazon não é a primeira empresa a ser acusada de se beneficiar injustamente com sua plataforma. Grandes companhias como Apple, Facebook e Google jà foram acusadas por autoridades dos Estados Unidos e da Europa de adotar práticas injustas de negócios e domínio da economia digital. Em 2018, a Google recebeu uma multa de mais de 4 bilhões de euros por violar regras de livre concorrência. As autoridades antitruste afirmaram que a empresa abusou da posição dominante do Android.

Via: Valor Econômico Fonte: UE
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.