Inteligência artificial em transmissão de futebol confunde cabeça de bandeirinha com a bola
Créditos: Reprodução/Chuckiehands/YouTube

Inteligência artificial em transmissão de futebol confunde cabeça de bandeirinha com a bola

Problema ocorreu durante a transmissão de uma partida na Escócia

Apesar de todos os avanços, inteligências artificiais não são infalíveis e um exemplo recente disso aconteceu durante um jogo de futebol realizado na Escócia. O estádio da equipe Inverness Caledonian Thistle F.C. utiliza um sistema baseado em inteligência artificial para rastrear a bola durante as partidas, mas a presença de um bandeirinha careca no jogo acabou confundindo o equipamento.

18/10/2020 às 09:59
Notícia

Nova IA de "leitura" de imagens da Microsoft se sai melhor qu...

Empresa mostra avanços na sua tecnologia que pode ajudar pessoas com problemas de visão

A câmera baseada no sistema de inteligência artificial da Pixellot utilizada no estádio passou a se focar na cabeça do bandeirinha, que acabou sendo confundida com a bola. O sistema foi programado para rastrear a bola no campo para que os espectadores do jogo possam acompanhar melhor as jogadas durante as transmissões. O problema é que quem programou o sistema não levou em consideração a presença do bandeirinha careca e como é possível ver no vídeo abaixo, o foco da câmera sempre acaba voltando para a cabeça dele porque o sistema pensa que ela é a bola.

De acordo com o site da Pixellot, mais de 500.000 eventos esportivos já foram transmitidos usando sua tecnologia de câmeras baseada em inteligência artificial. Os responsáveis pelo estádio da equipe Inverness Caledonian Thistle F.C. estavam tão confiantes na tecnologia que estavam considerando a substituição completa de operadores de câmera humanos pelo sistema da Pixellot.

O vídeo acima publicado pelo youtuber Chuckiehands mostra todas as vezes em que o sistema com a câmera baseada em inteligência artificial não conseguiu manter o foco na bola durante o jogo. A câmera mudava o foco para a cabeça do bandeirinha em momentos onde a visão da bola era obstruída pelos jogadores ou por sombras.

Embora a experiência possa ter sido frustrante para os espectadores do jogo em suas casas, ela também é um lembrete de que substituir completamente humanos por sistemas baseados em inteligência artificial nem sempre é a melhor abordagem.

Fonte: DIYPhotography, Gizmodo
User img

Fabio Rosolen

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.