SpaceX diz que fará suas próprias leis para as colônias em Marte
Créditos: Divulgação SpaceX

SpaceX diz que fará suas próprias leis para as colônias em Marte

Empresa do Elon Musk afirma que nenhum governo na Terra tem autoridade sobre as atividades realizadas em solo marciano

A SpaceX vem investindo pesado na exploração espacial. A empresa de Elon Musk vem trabalhando com a NASA na missão de levar humanos novamente para a Lua, mas o grande objetivo ainda é a exploração de Marte. Um dos principais pontos na colonização de Marte será as leis que estarão vigentes para os astronautas, e a empresa deu indícios sobre como será essa legislação.

05/09/2020 às 14:40
Notícia

SpaceX planeja ter 1.000 foguetes em 10 anos e enviar 300 pes...

Voluntários devem estar prontos para correr risco de morte nos primeiros estágios

Através do Termos de Serviços do projeto Starlink, programa de criação de uma rede de internet com satélites de baixo custo e com alto desempenho, foi revelado que a empresa não pretende reconhecer leis internacionais fora da Terra, principalmente em Marte.

Em vez disso a empresa irá aderir um conjunto de “princípios de autogoverno”, que serão definidos durante a colonização marciana. Os planos de criar uma cidade autossustentável em Marte foi revelado por Elon Musk na semana passada, mas ainda não foi dado nenhum prazo para o desenvolvimento do projeto.

Mais de 800 satélites de Internet do Starlink já foram lançados em órbita, onde milhares ainda estão sendo planejados para o lançamento para os próximos anos. Para testar o funcionamento da rede, um aplicativo do Starlink foi lançado para algumas regiões esta semana, realizando testes bem sucedidos em partes dos EUA e Canadá.

19/10/2020 às 15:36
Notícia

NASA e Nokia irão implementar rede de internet 4G na lua

Essa ação é parte do programa Artemis que levará humanos a Lua novamente em 2024

Continua após a publicidade

Foi observado por alguns usuários que nos termos de serviços do app que os serviços do Starlink fornecidos para a Terra, ou Lua, serão redigidos de acordo com as leis do Estado da Califórnia. Mas ficou observado que para Marte essa lei será diferente.

“Para serviços prestados em Marte, ou em trânsito para Marte via nave estelar ou outra espaçonave de colonização, as partes reconhecem Marte como um planeta livre e que nenhum governo baseado na Terra tem autoridade ou soberania sobre as atividades marcianas”
- Afirma a empresa nos termos de serviços.

Isso afirma que em caso de disputas envolvendo qualquer necessidade de lei, elas serão resolvidas por meio de princípios de autogoverno, que será estabelicido durante a assinatura do acordo marciano.

Para o engenheiro de sistemas espaciais da SpaceX, Erwan Beauvois, a posição da empresa lembra parte da Declaração dos Direitos e Responsabilidades da Humanidade no Universo, estabelecida pela fundação sem fins lucrativos Earthlight Foundation, que visa a expansão da humanidade além Terra. A declaração diz que o espaço deve ser “considerado livre, por todos, para todos e a todos.”

Fonte: Independent
User img

Willian Vieira

Willian Ferreira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2019 e começou a estudar Sistemas na Estácio. Desde criança é um aficionado por games, essa paixão acabou despertando o interesse na área de tecnologia. Joga de tudo um pouco, mas tem uma preferencia para jogos de ação, FPS e Fable.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.